Impacto da Alimentação NÃO SAUDÁVEL

Pixabay french-fries-1351067_1920

Apesar das mídias falarem tanto sobre a importância de se adotar hábitos saudáveis, a maioria das pessoas não tem idéia do impacto negativo de uma alimentação não saudável, segundo a pesquisa realizada pela Consumers International (CI) – Federação Internacional de Organizações de Consumidores.

Dietas não saudáveis contribuem para mais mortes do que guerras, tabagismo, alcoolismo, AIDS ou malária. Mas apenas 12% dos brasileiros tem consciência disso.

Para Amanda Longo, diretora geral da Consumers International, a pesquisa sugere que poucas pessoas entendem a escala da crise de saúde que estamos enfrentando. Dietas pouco saudáveis contribuem para 11 milhões de mortes por ano, categoria acima do tabaco como a principal causa mundial de doenças não transmissíveis evitáveis, como doenças cardíacas e câncer. A obesidade por si só custa à economia mundial 2 trilhões de dólares por ano.

Desde 1980, a prevalência de obesidade em todo o mundo quase dobrou e a incidência de diabetes tipo 2 aumentou com dietas pouco saudáveis, o maior contribuinte para o problema global.

Mais de dois bilhões de pessoas (quase 30% da população mundial) estão acima do peso, cerca de 11 milhões de mortes por ano estão ligadas à alimentação inadequada e o impacto econômico chega a dois trilhões de dólares por ano, equivalente a quase 3% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial.

Informações parciais da fonte:

https://www.proteste.org.br/alimentacao/alimento-industrializado/noticia/brasileiro-desconhece-impacto-global-de-alimentacao-nao-saudavel

 

 

 

Saúde Mental: Sinais de Que Precisa de Ajuda

Pixabay shy-863056_1920

A Huffpost Brasil publicou um artigo bacana, em novembro de 2015, que vale a pena recordar. Quem sente desconforto no peito e palpitação vai logo procurar um cardiologista. Quem se resfria ou tem um mal jeito nas costas, também não deixa de tomar providências. Por que deveria ser diferente quando temos problemas em lidar com as emoções?

É comum pensar que os altos e baixos são parte da vida e que devemos lidar com eles por conta própria. Porém, às vezes as coisas não são simples e podem ser até fatais. Transtornos mentais são doenças sérias, causadas por desequilíbrio nos neurotransmissores, tais como a dopamina e a serotonina, que funcionam como reguladores de humor e controlam o sono, o estresse, entre outros.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), uma pessoa entre quatro será afetada por problemas mentais em algum momento da vida.

Como qualquer doença, o transtorno mental é tratável. E, quanto mais cedo diagnosticado, maior a chance de cura.

Confira abaixo, os sinais que merecem atenção ou pelo menos uma consulta com seu médico para descartar a possibilidade de doença:

1. Seu humor oscila
É normal experimentarmos mudanças de humor causadas por mudanças nas circunstâncias que nos rodeiam. O importante é observar quando a mudança de humor é desproporcional. “Ficar atolado em emoções e ter dificuldade para sair desse estado” é algo a ter em conta, diz Harini Ramchandran, co-fundadora da Escola de Excelência, uma instituição de programação neurolinguística.

Fique atento para estes sintomas: “Se você se irrita ou se frustra com facilidade e seus níveis de tolerância estão muito baixos”, diz Sanju Gambhi, psiquiatra do Primus Super Specialty Hospital. “Você tem dificuldade de processar corretamente o que as pessoas dizem, sem encontrar explicações razoáveis.”

2. Você sente uma dor inexplicável
A dor é uma mensageira. Seu corpo envia alguns sinais físicos na tentativa de avisá-lo de que há um problema de saúde mental à espreita.

O sinal de alerta virá “na forma de sintomas físicos ou somáticos inexplicáveis, tais como dores no corpo, sintomas gastrointestinais e assim por diante”, diz Samir Parikh, diretor de saúde mental e ciências comportamentais da Fortis Healthcare.

3. Seu mundo parece desmoronar (durante um período prolongado)
“Chamo de efeito cascata múltiplo: quando os relacionamentos com pessoas importantes (amigos, pais, parceiros) ficam confusos e você tende a odiar as pessoas, há um problema”, afirma Ramchandran.

Se você sentir que está perdendo contato com o mundo funcional (relações interpessoais, socialização etc.), provavelmente é hora de parar e reavaliar sua saúde mental.

 

4. Você tem problemas para dormir e falta de apetite
Ambos são sintomas muitas vezes ignorados. Muitos transtornos mentais estão associados a distúrbios do sono. Psicoses, transtornos de humor, transtornos de ansiedade, síndrome do pânico e alcoolismo e costumam ser observados em pacientes que se queixam de problemas para dormir.

Dito isto, não se assuste à toa: não conseguir dormir de vez em quando, ou ter insônia depois de um dia agitado, é normal. 

5. Você anda muito esquecido
“A maioria dos problemas psiquiátricos e psicológicos também provocam dificuldades nos processos cognitivos e mentais, incluindo falta de atenção e concentração, esquecimento e dificuldade na tomada de decisões”, diz Parikh. O mesmo vale para a procrastinação.

“Muita gente fica presa num círculo: tenta se concentrar em algo, mas simplesmente não é capaz – uma parte da pessoa quer, mas outra não quer”, diz Ramchandran. Se vivido com muita freqüência, esse conflito interno merece investigação.

6. Você quer se prejudicar ou se ferir
Este é um sinal de alarme que não deve ser ignorado. Você deve agir imediatamente, procurando ajuda.

Isso inclui o abuso de substâncias. Impulsos incontroláveis de ceder a essas atividades são sinal de que algo não está certo.

Informações parciais da fonte:

http://www.brasilpost.com.br/2015/11/03/6-sinais-saude-mental_n_8461972.html

COLESTEROL: LDL e HDL

Pixabay oil-in-water-1438382_1920

O colesterol entra na fabricação da bile digestiva, dos hormônios sexuais e da vitamina D. É uma gordura necessária e benéfica quando suas partes estão em equilíbrio.

LDL, conhecido como colesterol ruim, corresponde à parte que participa na formação das placas de gordura nas partes internas dos vasos sangüíneos (artérias). Sua fração elevada pode levar ao infarto no miocárdio e derrame cerebral.

A outra parte, o HDL, conhecido como colesterol bom, tem a função de carregar o LDL e levá-lo para ser metabolizado no fígado. Seu efeito é protetor.

Para reduzir o LDL, é fundamental a prescrição médica e a adoção de hábitos saudáveis, tais como:

  • Consumir alimentos saudáveis e funcionais: grãos, fibras, cereais e frutas com casca
  • Não reutilizar o óleo
  • Diminuir o consumo de derivados de leite integral, preparações à base de coco e bolachas recheadas
  • Evitar alimentos que contêm gordura saturada, trans e hidrogenada
  • Consumir grelhados, assados ou cozidos, peixes e aves sem pele

A prática de atividades físicas eleva o HDL após 12 a 14 semanas regulares e continuas. Porém, este benefício se extingue ao suspender estas atividades.

Nem sempre o sobrepeso é indicativo de colesterol alto, pois há muitos magros com níveis altos de colesterol.

Informações parciais da fonte:

http://globoesporte.globo.com/eu-atleta/saude/noticia/2016/03/saiba-quais-sao-os-beneficios-e-danos-do-colesterol-bom-e-ruim-para-saude.html

Benefícios do Esporte

O7191R0.jpg
Praticar esportes, realizar alongamentos, pode proporcionar muito mais que um corpo bonito. Os benefícios são de amplo espectro. Confira-os a seguir:
Promove o convívio social
O esporte também é uma oportunidade para fazer novos amigos.
Melhora a autoestima
A sensação de deixar o corpo mais saudável e forte, influencia na forma como você se vê no espelho. As conquistas do esporte também proporcionam muita confiança, interferindo de forma positiva na autoestima.
Aumenta a disposição
O exercício cansa fisicamente durante sua realização. Porém, nas demais horas, o efeito é inverso: ganhamos mais disposição para o trabalho e lazer.
Durante atividades físicas, o cérebro libera endorfina, conhecida como o hormônio do bem estar, por proporcionar a sensação de euforia e prazer.
Controla a ansiedade
A concentração no treino ajuda a tirar o foco das situações que geram ansiedade.
Melhora a memória
Praticar esportes, dança, pode favorecer o bombeamento de sangue para o cérebro e outras partes do corpo, além de estimular a criação de novas sinapses e aumentar a capacidade de comunicação entre as células nervosas, deixando o raciocínio mais rápido e melhorando a memória.
Melhora o humor
Previne a depressão
Exercícios físicos aumentam os níveis de serotonina e dopamina, hormônios responsáveis por melhorar o humor.
Ao conseguir ânimo para se exercitar, a pessoa pode superar dificuldade psíquicas como a depressão.
Melhora o sono
30 minutos de atividades físicas podem fazer com que durma melhor ou com mais facilidade. Noites mal dormidas podem levar a problemas como cansaço durante o dia, redução de memória e depressão.
O ideal seria realizar os exercícios, no mínimo, 4 horas antes de dormir, pois a elevação da temperatura corporal pode dificultar o sono.
Informações parciais da fonte:
Imagem: <a href=”http://www.freepik.com/free-photos-vectors/people”>People photograph designed by Pressfoto – Freepik.com</a>

Hepatites Virais: entre as doenças que mais matam

Destaque-Fígado

“The Lancet”, uma das revistas médicas mais conceituadas do mundo, publicou um estudo mostrando que as hepatites virais estão entre as principais causas de óbito e sequelas na saúde das pessoas, matando mais do que a tuberculose, HIV e malária, separadamente. Somente em 2013, as hepatites virais foram responsáveis por 1,45 milhões de mortes no mundo.

Sendo uma infecção que acomete o fígado, a hepatite viral pode ser causada por 5 tipos de vírus com diferentes características, formas de contágio e evolução, nomeados pelas letras: A, B, C, D e E.

Tipos de vírus:

Vírus da Hepatite A (HAV): em geral transmitido por água ou por alimentos contaminados com as fezes de um portador humano. Relacionada às más condições de higiene e de saneamento básico, é a mais conhecida das hepatites. Não há tratamento específico, mas a evolução em geral é boa e a recuperação é completa.

Vírus da Hepatite B (HBV): em geral transmitido por sangue, secreções ou contato sexual. Tem maior propensão a evoluir para uma cirrose hepática ou carcinoma hepatocelular. Não há tratamento específico. Existe vacina, cuja primeira dose é normalmente  administrada na maternidade, nos primeiros dias de vida do bebê. Adolescentes  ou adultos não vacinados também podem receber esta vacina.

Vírus da Hepatite C (HCV): também pode ser transmitido por sangue, secreções ou contato sexual. 80% dos casos evoluem para quadros crônicos. Destes, assim como na hepatite B, uma parcela pode evoluir para cirrose ou para o carcinoma de fígado. Não há vacina específica para o HCV.

Vírus da Hepatite D (HDV): este precisa do vírus tipo B para contaminar alguém. Sua forma de transmissão também é por sangue, secreções ou contato sexual. O HDV pode também cronificar e levar à cirrose e insuficiência hepática ou ao câncer de fígado. Não há vacina, mas como este vírus precisa do vírus B para infectar, estar vacinado contra o HBV é uma excelente forma de proteção.

Vírus da Hepatite E (HEV): possui características semelhantes ao HAV. A transmissão se dá por via fecal-oral, ou seja, é transmitido por água ou por alimentos contaminados com as fezes de um portador humano. Não há indicação de evolução para a forma crônica. Não há vacina específica.

Formas de Prevenção:

  • Estar em dia com as vacinas
  • Higienizar alimentos
  • Lavar as mãos
  • Nunca utilizar ou injetar no próprio corpo qualquer produto sem que esteja esterilizado
  • Usar camisinha nas relações sexuais

Informações parciais da fonte: http://g1.globo.com/bemestar/blog/doutora-ana-responde/post/hepatite-viral-motivo-de-preocupacao-nos-dias-atuais.html

Dor nas costas: principal motivo de afastamentos do trabalho

Pixabay sentada no computer-15812_1920

Quando falamos em acidentes de trabalho, geralmente associamos ao uso indevido de objetos ou falta de segurança. Mas, pasmem, o principal motivo de afastamentos do trabalho, no Brasil, é a dor nas costas, segundo o INSS. Algo que a maioria das pessoas poderia evitar.

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), oito em cada dez pessoas vão ter problemas de coluna em algum momento da vida. Principal razão: postura errada.

A musculatura que envolve a região lombar precisa ser trabalhada porque funciona como suporte adicional à sustentação do peso. Caso a musculatura não ofereça este suporte adicional, toda a pressão se concentrará somente na coluna vertebral, pressionando os discos intervertebrais que são as peças de cartilagem no final da coluna, ocasionando as lesões na região.

Recomendações dos especialistas:

  • Faça pausas no trabalho, de hora em hora, para alongar ou realize a ginástica laboral em sua empresa;
  • Ao sentar, a lombar deve se apoiar no encosto da cadeira. Se não for possível, arrume uma almofadinha para apoiar a coluna lombar;
  • A distância correta do computador é de 50 centímetros. Os braços devem assumir uma postura neutra. Não devem se estender nem flexionar demais;
  • Os pés devem estar totalmente apoiados o chão;
  • A postura ideal é: com ângulos retos no quadril, joelho e tornozelo.

 

Informações parciais da fonte:  http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2015/08/dor-nas-costas-e-o-principal-motivo-de-afastamentos-do-trabalho-no-brasil.html

 

Essenciais para a Saúde dos Olhos

Pixabay olhos beautiful-2314_1920

Presentes na cenoura, abóbora, mamão, peixes e castanhas, a vitamina A, E e o ômega 3, são considerados nutrientes essenciais para manter os olhos saudáveis e prevenir problemas como: olho seco, glaucoma, degeneração macular, além de servirem de escudo contra doenças como diabetes e pressão alta.

Confira os detalhes destes alimentos protetores, abaixo:

Alimentos Alaranjados: como cenoura, abóbora e mamão.

Estes são ricos em vitamina A e betacaroteno. Funcionam como antioxidantes que protegem a retina dos olhos além de manterem a pele mais saudável.

Óleo de Linhaça e Peixes: como salmão, sardinha, cavala, truta e atum.

Ricos em ômega 3, os peixes e o óleo de linhaça ajudam na prevenção contra a Síndrome do Olho Seco, melhoram a circulação sanguínea, aumentando a quantidade de oxigênio e nutrientes enviados para as células dos olhos.

Alimentos Verdes: como couve, brócolis e espinafre.

Ricos em luteína e zeaxantina, estes alimentos melhoram a percepção de brilho e facilitam a visão à distância. Contêm também o ácido fólico, mineral que estimula a produção de sangue e previne anemias, aumentando a quantidade de oxigênio recebido pelas células dos olhos.

Temperos Naturais: como cebola, alho e gengibre.

São altamente benéficos para a circulação sanguínea e controle do colesterol. Previnem contra a pressão alta e diabetes, que podem causar doenças oculares como glaucoma e catarata.

Informações parciais da fonte: http://www.tuasaude.com/alimentos-para-os-olhos/

 

 

 


Viva Melhor Online

Twitter @vivamelhor

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 2.270 outros seguidores

Calendário

agosto 2016
S T Q Q S S D
« jul    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Arquivos

Estatísticas do Blog

  • 691,444 hits

Top 5


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.270 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: