Arquivo para dezembro \15\UTC 2015

Saúde Espiritual

girl-15599_1920

Em outubro, a Associação Mundial de Psiquiatria aprovou documento que declara a importância de se incluir a espiritualidade no ensino, pesquisa e prática clínica da psiquiatria.

Muitos estudos estabelecem correlação entre Espiritualidade e Bem Estar.

Entre pessoas sob estresse ou em situações de fragilidade, o impacto positivo do envolvimento religioso na saúde mental é ainda maior.

A religiosidade também serve para reforçar laços sociais, reduzir a solidão e depressão e amenizar o estresse causado por doenças e perdas.

Três meta-análises (revisões científicas) já realizadas sobre o tema indicam que, após controle de variáveis como estado de saúde da pessoa, a frequência em serviços religiosos esteve associada a um aumento médio de 37% na probabilidade de sobrevida em doenças como o câncer.

Um estudo publicado pela revista Cancer, da Sociedade Americana de Câncer, revisou dados obtidos com mais de 44 mil pacientes e concluiu que são os aspectos emotivos da espiritualidade e da religiosidade que mais trazem benefícios para a saúde física e mental de pacientes com doença. Isto não acontece quando o paciente se dedica meramente nos estudos e pesquisas sobre religião.

Porém, os mesmos estudos indicam que há impactos negativos quando há ênfase na intolerância e abandono de tratamentos médicos.

A espiritualidade sadia é equilibrada e, assim como todos os demais Pilares da Qualidade de Vida (Saúde Física, Saúde Emocional, Alimentação Saudável, Meio Ambiente e Saúde Financeira), depende do bom senso. Quando há dificuldades em alcançar este bom senso, por que não procurar ajuda profissional?

Informações parciais da fonte: Folha de São Paulo – 24/11/2015

USE REPELENTE

Para combater o mosquito da Dengue.

mosquito-719613_1920

A aplicação do produto deve ser reforçada, em média, a cada 5 horas.

Nosso país pode estar prestes a encarar a maior epidemia de dengue de todos os tempos. Além disso, o mesmo mosquito transmissor da doença, também é o vetor da Zika que, embora apresente sintomas atenuados da dengue, tem sido relacionada à explosão de casos de microcefalia em recém nascidos, no Brasil, principalmente na região nordeste.

Portanto, grávidas devem se precaver usando repelentes. Os mais eficientes contém icaridina. Mas é fundamental que se obtenha orientações médicas para o uso correto do produto, garantindo uma gestação tranquila para a mamãe e seu bebê.

Não havendo contra indicações, o hidratante, filtro solar e maquiagem devem ser passados antes. É recomendável que o repelente seja sempre o último item a ser aplicado, sendo o mais indicado para a face, aqueles em gel.

Outra medida preventiva eficiente seria o uso de roupas com manga comprida.

E lembre-se das orientações na Campanha contra a Dengue, sobre como devemos evitar e combater os focos do mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikingunya: Aedes Aegypti e o Aedes Albopictus.

Informações parciais das fontes:   G1   I   Folha Vitória

AIDS. Proteja-se.

AIDS imagem

O que é Aids?

A Aids é o estágio mais avançado da doença que ataca o sistema imunológico. A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, como também é chamada, é causada pelo HIV. Como esse vírus ataca as células de defesa do nosso corpo, o organismo fica mais vulnerável a diversas doenças, de um simples resfriado a infecções mais graves como tuberculose ou câncer. O próprio tratamento dessas doenças fica prejudicado.

Há alguns anos, receber o diagnóstico de aids era uma sentença de morte. Mas, hoje em dia, é possível ser soropositivo e viver com qualidade de vida. Basta tomar os medicamentos indicados e seguir corretamente as recomendações médicas.

Saber precocemente da doença é fundamental para aumentar ainda mais a sobrevida da pessoa. Por isso, o Ministério da Saúde recomenda fazer o teste sempre que passar por alguma situação de risco e usar sempre o preservativo.

 O que é HIV

HIV é a sigla em inglês do vírus da imunodeficiência humana, causador da Aids. É alterando o DNA dos linfócitos T CD4+ que o HIV faz cópias de si mesmo. Depois de se multiplicar, rompe os linfócitos em busca de outros para continuar a infecção.

Ter o HIV não é a mesma coisa que ter a Aids. Há muitos soropositivos que vivem anos sem apresentar sintomas e sem desenvolver a doença. Mas, podem transmitir o vírus a outros pelas relações sexuais desprotegidas, pelo compartilhamento seringas contaminadas ou de mãe para filho durante a gravidez e a amamentação. Por isso, é sempre importante fazer o teste e se proteger em todas as situações. 

 Por que usar a camisinha?

A camisinha é o método mais eficaz para se prevenir contra muitas doenças sexualmente transmissíveis, como a Aids, alguns tipos de hepatites e a sífilis, por exemplo. Além disso, evita uma gravidez não planejada. Por isso, use camisinha sempre.

Mas o preservativo não deve ser uma opção somente para quem não se infectou com o HIV. Além de evitar a transmissão de outras doenças, que podem prejudicar ainda mais o sistema imunológico, previne contra a reinfecção pelo vírus causador da aids, o que pode agravar ainda mais a saúde da pessoa.

Guardar e manusear a camisinha é muito fácil. Treine antes, assim você não erra na hora. Nas preliminares, colocar a camisinha no(a) parceiro(a) pode se tornar um momento prazeroso. Só é preciso seguir o modo correto de uso. Mas atenção: nunca use duas camisinhas ao mesmo tempo. Aí sim, ela pode se romper ou estourar.

 

Informações parciais da fonte: http://www.aids.gov.br


Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 2.287 outros seguidores

Calendário

dezembro 2015
S T Q Q S S D
« nov   jan »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Arquivos

Estatísticas do Blog

  • 799,021 hits

Top 5


%d blogueiros gostam disto: