Arquivo para outubro \31\-03:00 2011

Vídeo: Conheça a Radiologia Digital

10 dicas para uma boa higiene bucal

  • Escovar sempre os dentes ao acordar, depois de cada refeição e antes de dormir;
  • Manter uma alimentação sempre saudável, rica em fibras e com baixo teor de açúcares e carboidratos;
  • O grande risco dos açúcares para os dentes é a freqüência em que eles são ingeridos e não a quantidade;
  • Após as refeições, sempre passar o fio dental e realizar escovações com pasta fluoretada;

  • As escovas devem ser individuais e trocadas com freqüência;
  • O fio dental é indispensável, pois os dentes possuem cinco faces e algumas delas não são alcançadas pelas escovas;
  • Não esquecer de escovar sempre a língua ou utilizar limpadores de língua para remover a “saburra“restos de alimentos e células que deixam a língua com aspecto esbranquiçado/amarelado)
  • Evitar alimentos e bebidas com corantes que possam manchar os dentes e as restaurações de resina;
  • Evitar ingerir refrigerantes e bebidas ácidas, assim como chupar frutas cítricas com muita freqüência. Elas podem causar erosões dentárias e sensibilidade excessiva;
  • Previna problemas odontológicos visitando seu dentista a cada seis meses.

 

Fonte: Vida Equilibrio

Vídeo: Autoexame bucal

Campanha: Dia do Dentista

Câncer bucal: sintomas, prevenção

  Quando o assunto é saúde bucal, assuntos como higiene e problemas cardíacos são os temas mais abordados, mas uma questão tão importante quanto é o câncer bucal. Em alguns estados é realizada a Semana de Prevenção ao Câncer Bucal, em Sergipe já se trata de uma lei municipal.

  Os sintomas do câncer de boca são: Feridas não saradas há mais de 7 dias, manchas esbranquiçadas ou avermelhadas nos lábios ou na mucosa bucal, dificuldade para falar, mastigar e engolir, além de emagrecimento acentuado, dor e presença de linfadenomegalia cervical (caroço no pescoço) são sinais de câncer de boca em estágio avançado.

  A prevenção pode ser feita através do autoexame, evitar o consumo de bebidas alcoólicas, o fumo, ter uma boa higiene bucal e fazer consultas odontológicas periódicas.

Fonte: Infonet e INCA

Vídeo: Jornal Hoje – A importância da saúde bucal

Imagem: Dia do Médico

Dia do Médico: profissionais pedem mais leitos de UTI em hospitais públicos

  No dia em que se comemora o Dia do Médico, profissionais de saúde cobraram hoje (18) a ampliação do número de leitos disponibilizados em unidades de terapia intensiva (UTI) de hospitais filiados ao Sistema Único de Saúde (SUS).

  Durante audiência pública na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado, a coordenadora-geral de Atenção Hospitalar do Ministério da Saúde, Ana Paula Cavalcante, admitiu que a pasta registra déficit de leitos em quase todos os estados.

  Segundo ela, a definição utilizada pelo ministério atualmente – de destinar 4% do total de leitos para urgências e emergências – representa o “cálculo mínimo” do que é necessário para o funcionamento de uma UTI.

  Para o representante do Conselho Federal de Medicina (CFM), Mauro Luiz Ribeiro, uma das “faces mais perversas” da crise que atinge o SUS trata exatamente do atendimento na urgência e emergência e, portanto, se reflete nos pacientes que mais precisam do suporte do Estado.

  “Pacientes graves, hoje, estão ficando nas salas de atendimento das emergências, entubados”, alertou. “Estamos aceitando isso como uma coisa normal. Esses pacientes morrem a granel. Essas salas não são leitos de UTI, estão muito longe disso”, completou.

   Para Ribeiro, além de mais leitos, o país precisa de capacitação para os profissionais que atendem nas urgências e emergências. De acordo com o representante da Associação Médica Brasileira, Fernando Dias, dos 20 mil médicos que trabalham em UTI atualmente, apenas 4 mil são especializados nesse tipo de atendimento.

  “Para se tornar especialista, são necessários dois anos em clínica médica e mais dois em terapia intensiva”, explicou. “Levar especialistas para áreas mais distantes tem um custo. É preciso suporte e implementação de políticas públicas”, completou.

   O representante da Associação de Medicina Intensivista Brasileira, Ederlon Rezende Alves, avaliou que há um consenso entre médicos brasileiros em relação à escassez de leitos no SUS, mas lembrou que foram feitos progressos nos últimos seis anos. Segundo ele, nesse período o número de leitos foi pelo menos duplicado.

  “Bastante foi feito, entretanto muito ainda precisa ser feito”, ressaltou. “A questão, neste momento, não é apenas abrir novos leitos. É preciso estimular e formar profissionais habilitados para cuidar desses pacientes”, concluiu.

Fonte: Agência Brasil, Diário de Pernambuco e Pernambuco.com

Campanha: Dia do Médico

Vídeo: 18 de Outubro – Dia do Médico.


Twitter @vivamelhor

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se aos outros seguidores de 2.164

Calendário

outubro 2011
S T Q Q S S D
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Arquivos

Estatísticas do Blog

  • 1.002.088 hits

%d blogueiros gostam disto: