Arquivo para novembro \28\-03:00 2009

Qualidade de Vida e NTEP

Campanha – Dia Internacional de Combate ao Câncer

Encontro Cancelado

Avisamos que o X Encontro de Pacientes Transplantados e Candidatos a Transplante de Pâncreas e Pâncreas/Rim foi cancelado devido a compromissos de emergência de alguns palestrantes. Pedimos desculpas aos já inscritos e para saber sobre a nova data, continuem acompanhando nosso site.

Atenciosamente,

Miriam – Site Portal Diabetes

Calor, sombra e água fresca.

As férias e as comemorações de final de ano marcam a chegada do verão. Essa é a época mais quente do ano e também a que exige maiores cuidados com a saúde, pois o calor proporciona condições ideais para a ocorrência de várias doenças, todas típicas da estação.

Queimaduras, envelhecimento precoce, risco de câncer, lesões nos olhos, desidratação, e outros problemas como intoxicação alimentar, alergias, micoses e conjuntivite são muito freqüentes no verão e podem atrapalhar suas férias.

Confira algumas dicas importantes para um verão mais saudável:

  Sempre que possível, evite sair nos horários em que o sol estiver a pino, das 10h às 16h. Prefira sair de manhãzinha ou ao entardecer.

  Use filtro solar, sempre.

  Evite ficar exposto ao sol, procure caminhar pela sombra.

  Prefira uma alimentação leve: frutas suculentas, saladas – e, é claro, um sorvetinho para refrescar.

  Mantenha-se hidratado: beba bastante líquido, a toda hora. Nem espere a sede reclamar.

  Evite bebidas com cafeína, álcool ou muito açúcar. Eles vão fazer com que você perca ainda mais líqüido corporal.

  Facilite a transpiração: use roupas folgadas, de tecidos leves e claros.

  Uma boa idéia é incluir um chapéu ou boné no figurino.

  Também não se esqueça dos óculos escuros. Mas não adianta ser qualquer um: ele precisa ter proteção ultravioleta total para evitar queimaduras da córnea e da retina, que causam lesões irreversíveis.

  Para se refrescar nos momentos mais críticos procure, se puder, um ambiente público (shopping, biblioteca) com ar-condicionado. Mesmo que você não permaneça no local por muito tempo, essa providência vai ajudar a manter seu corpo mais fresco quando você tiver que retornar para o calor.

  Mas, para aliviar mesmo, nada melhor do que água. De acordo com suas possibilidades, lave rosto, nuca, braços e mãos, tome uma ducha fria, mergulhe na piscina ou tome um banho de mar.

  Tenha um cuidado ainda maior com bebês e crianças, maiores de 65 anos e pessoas doentes – especialmente cardíacos ou com pressão alta.

Postado por Edson Fabrício
Siga o Blog VMO no twitter: @vivamelhor
Fotos: Reprodução
Fonte: Revolution Health

Bronzeamento artificial é proibido pela Anvisa

Falhas na memória? Saiba como evitar!

Postado por Edson Fabrício
Siga o Blog VMO no twitter: @vivamelhor
Fonte: Folha de São Paulo – suplemento Equilíbrio

X Encontro de Pacientes Tansplantados….

10 Encontro

OBJETIVOS:
·      •  Esclarecimento de dúvidas de Pacientes Transplantados e Candidatos a Transplante de Pâncreas e Pâncreas/Rim,
·      •  Troca e de experiências,
·      • Cuidados multidisciplinares,
PROGRAMAÇÃO

8:00h às 8:45h – Recepção do Público Participante.

8:45h –   Abertura do Evento” Drs. Marcelo Perosa e Tércio Genzini

9:00h – A contribuição da Informática nos Transplantes :  – Dr. Ivan Pisa

9:30h – Limites éticos do uso da Informática na Saúde

10:00h — Discussão

10:20h — Cofee Break

10:40h — O Sistema de Informatização da Central de Transplante de São Paulo

11:00h

A informática como instrumento dos pacientes : A Experiência do Portal Diabetes
1

1:30h — APAT- Associação para Pesquisa e Assistência em Transplantes
11:40h — Informática: Recurso a favor ou Contra o tratamento
                            Psicóloga: Graça Maria Marino Totaro

12:00h — Balanço dos Transplantes de Pâncreas de 2009

                             Dr. Marcelo Perosa

12:15h — Discussão e Depoimentos


12:30h — Encerramento

 

 

 

LOCAL
HOSPITAL ALEMÃO OSWALDO CRUZ Rua João Julião, 331 – Paraíso
Prédio novo – 14°and
São Paulo – SP
Cep: 01323-903
Telefone: (11) 3549-1434 com Júlio

Butantan quer duplicar vacinas contra a gripe suína

 
Nova direção da fundação utilizará produto para aumentar doses do medicamento para campanha de vacinação de 2010 Previsão da entidade é conseguir produzir cerca de 200 mil doses por dia com funcionamento de nova fábrica no ano que vemA Fundação Butantan quer tornar a vacina contra a gripe suína acessível ao maior número de grupos de risco possível na vacinação do próximo ano, já que ela não estará disponível para toda a população.

Esse é um dos planos da nova gestão, encabeçada pelo presidente José da Silva Guedes -ex-secretário estadual da Saúde (gestão Covas) -e o superintendente-geral Hernan Chaimovich -professor de bioquímica da USP.

Eles assumiram a fundação em outubro, um mês após o Ministério Público denunciar desvio de R$ 35 milhões na fundação, levando à renúncia do então presidente Isaías Raw -hoje no Conselho Científico.

FOLHA – A fundação tentará tornar a vacina disponível ao maior número de pessoas possível?

JOSÉ DA SILVA GUEDES – Nesse momento há uma sede por vacina H1N1 no mundo. E não há volume suficiente. Os Estados Unidos não vão vacinar a população toda. Eles estão vacinando crianças, profissionais da saúde etc. Se uma das nossas expectativas se verificar, temos chance de usar metade da dose para cada pessoa usando um produto (adjuvante) do Butantan. Então os 17 milhões seriam transformados em 34 milhões. Isso, para a estratégia do Ministério da Saúde, será importante.

FOLHA – A produção da vacina contra a gripe comum será afetada? HERNAN CHAIMOVICH – As 22 milhões de doses estão garantidas.

FOLHA – E a fábrica de vacinas contra a gripe construída no Butantan? O governo anunciou que ela começaria a produzir em anos anteriores, mas ainda está em certificação pela Sanofi Pasteur, que transferiu tecnologia. Houve até contestação da licitação na Justiça.

GUEDES – São esses os riscos que você corre quando faz coisas. Certamente o Isaías Raw ficou muito chateado quando a licitação foi anulada.

CHAIMOVICH – Uma fábrica de um produto desses, você aprende quando você constrói o prédio, os equipamentos e quando começa a produzir. Os técnicos da Sanofi estiveram aqui durante três semanas percorrendo o processo. Para mim, gestor, foi extremamente satisfatório constatar a qualidade do pessoal que foi treinado. A certificação de uma vacina viral é algo que se tem que olhar desde a qualidade do ovo que se usa para inocular o vírus até a limpeza do chão. Você testa o processo de produção, observa o treinamento, como se desfaz de sobras. Nós passamos por isso.

FOLHA – A produção da vacina contra a gripe suína, que será nessa fábrica, pode atrasar?

CHAIMOVICH – Não. Será tudo nos prazos solicitados pelo Ministério da Saúde.

GUEDES – A ideia é durante 2010 estarmos no processo de produção, inoculando nossos ovos. A previsão é trabalhar com 200 mil doses por dia.

FOLHA – Como vê a denúncia de desvio de R$ 35 milhões?

GUEDES – Houve um acidente de percurso e há uma investigação. Isso é objeto do promotor Airton Grazzioli e sua equipe.

FOLHA – O Ministério Público considerou a gestão anterior “caseira”?

GUEDES – Essa é uma informação que eu recebo da Curadoria de Fundações. A nossa ideia é, daqui para a frente, colaborar para que a estrutura de trabalho dessa fundação seja mais atualizada e mais competente. Há uma substância que espero que o ministério dê ênfase na utilização que é o surfactante, um produto que ajuda o recém-nascido prematuro a abrir os alvéolos pulmonares. Isso diminui a mortalidade infantil.

Folha de São Paulo(08/11/2009)

EUA vivem corrida por vacina

Com doses contra gripe A em falta, mulheres inventam gravidez para passar na frente e outros furam fila

Maior economia do mundo e por muitos anos símbolo de organização, os Estados Unidos vivem cenas de países subdesenvolvidos na vacinação de seus habitantes contra o vírus da gripe A. Falta de vacinas, mulheres inventam gravidez para passar na frente, outros furam filas e bancos de investimentos conseguem doses para seus funcionários com mais facilidade do que hospitais. Para completar, redes de TV conservadoras exibem reportagens alarmistas de pessoas que morreram ou adquiriram doenças pouco comuns após serem vacinadas.

O problema começou com o governo dos Estados Unidos prometendo prover mais vacinas do que as indústrias farmacêuticas eram capazes de fabricar. No fim, conseguiu distribuir um quinto do previsto, suficiente para um décimo da população americana. Temendo ficar sem vacina, muitas pessoas formaram longas filas diante de postos de vacinação.

A prioridade do governo é vacinar todas as crianças e adolescentes de 6 meses a 19 anos. Adultos com mais de 50 anos, pessoas de qualquer idade com problemas de saúde, mulheres grávidas, médicos e enfermeiros também devem ser imunizados contra o vírus.

Quem não se encaixa nesse perfil e quer receber a vacina precisa recorrer muitas vezes a trapaças. Para uma mulher, basta dizer que está grávida. Por maior que seja a suspeita das autoridades de saúde, elas não tem o direito de questionar os pacientes. O mesmo vale para homens que argumentam ser diabéticos, conforme relatam órgãos de imprensa. Além disso, devido ao frio em muitas partes dos EUA, pessoas aproveitaram para guardar lugares na fila durante a noite para vender a vaga no dia seguinte.

Em bancos de Wall Street, que já são vistos com contrariedade por muitos americanos depois da crise financeira do ano passado, muitos adultos saudáveis conseguiram ser vacinados. O Goldman Sachs, Citibank e JP Morgan imunizaram parte de seus funcionários contra a gripe suína, temendo que as salas fechadas de seus escritório servisse para contaminação do vírus. A história foi divulgada inicialmente pela revista Business Week.

“O Citibank recebeu 1,2 mil doses e o Goldman, 200”, disse Jessica Scaperotti, secretária de imprensa do Departamento de Saúde, em reportagem da revista, acrescentando que as vacinas foram concedidas pelo próprio governo. A informação repercutiu nos outros órgãos de imprensa, provocando revolta entre moradores da cidade. Alguns hospitais públicos tiveram acesso a menos doses do que o banco de investimentos, segundo a rede de TV NBC.

Na blogosfera, imediatamente surgiram ataques às autoridades e aos bancos de investimentos pelo privilégio. As instituições argumentam que não infringiram as regras para conseguir as doses. O Goldman destacou que conseguiu menos de 10% do total de vacinas que pediu para o governo.

CÃES E GATOS

Donos de animais de estimação também passaram a temer que eles contraíssem a gripe suína e passaram a tentar vaciná-los, após uma história de um gato que ficou doente. Médicos e veterinários dizem não haver riscos. O problema é que e-mails e postagens no Twitter e no Facebook continuam repercutindo a história.

Outros relatos dão conta de efeitos colaterais da vacinação. Segundo reportagem da Fox News, uma universitária só conseguiu andar para trás depois de tomar a vacina. Não há comprovação da veracidade da história nem informações de que o problema tenha sido causado realmente pela vacina.

O Estado de São Paulo(09/11/2009)
 
 
 

Religião e esporte reduzem esgotamento profissional

O estudo mostra, ainda, que as pessoas que praticam esporte ou possuem uma religião tem índices até 87% menores de esgotamento e sofrimento mental. “Elas acreditam que mesmo na adversidade ainda possuem ‘alguém ou algo’ para se apoiar, e mostram maior grau de resiliência”, avalia.

 Fonte: Canal Executivo (www.uol.com.br/canalexecutivo).


Twitter @vivamelhor

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se aos outros seguidores de 2.164

Calendário

novembro 2009
S T Q Q S S D
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Arquivos

Estatísticas do Blog

  • 1.006.810 hits

%d blogueiros gostam disto: