Posts Tagged 'Qualidade de Vida'

Dicas de Verão

pixabay-na-praia-fashion-985556_1280

O verão chega com força, muito calor, praia e folia. E para a alegria durar, é importante estar atento a alguns cuidados especiais que a estação pede.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de pele é a neoplasia mais frequente do Brasil e corresponde a 30% de todos os tumores malignos registrados no país. Apresenta alto percentual de cura, se detectado cedo. Estima-se que haverá 175.760 novos casos somente em 2016.

Alguns grupos de risco:

  • Histórico familiar
  • Ter sofrido mais de 6 queimaduras de sol
  • Ter feridas que não cicatrizam
  • Ter pintas no corpo que mudam de cor e/ou crescem
  • Ter pele clara

Dicas de Prevenção:

  • Tenha sempre consigo: filtro solar, chapéu, óculos escuros e prefira roupas de algodão, pois retém 90% da radiação UV.
  • Aumente a ingestão de líquidos, principalmente de água.
  • Aplique um bom hidratante na pele.
  • Inclua no cardápio alimentos que ajudam na prevenção dos danos que o sol causa a pele: cenoura, abóbora, mamão, maçã e beterraba, pois contém carotenóides, substância que se deposita na pele e retém as radiações ultravioletas.
  • Prefira carnes grelhadas, alimentos in natura ou cozidos.
  • Prefira banhos mornos ou frios para evitar ressecamento da pele.

Outras doenças de pele: Micoses, brotoejas, manchas e sardas brancas, acne

Micoses podem ocorrer na pele, no couro cabeludo e na unhas. São causadas por fungos que se alimentam da queratina presente nestes locais. Condições favoráveis ao seu surgimento: calor, umidade, baixa imunidade, uso de antibióticos sistêmicos em longo prazo.

Forma de prevenção:

  • Secar-se bem após o banho, principalmente nas dobras da pele, virilha, entre os dedos e axilas.
  • Use seu próprio material de manicure/pedicure.
  • Evite calçados fechados

Brotoejas ocorrem quando as glândulas sudoríparas entopem. Podem ser bolhas transparentes, coçar ou não.

Forma de prevenção:

  • As mesmas dicas de prevenção contra micoses
  • Evitar sudorese excessiva
  • Usar roupas frescas no calor

Manchas escuras (sardas) são conhecidas como manchas senis ou melanoses solares. Geralmente, são pequenas de cor castanho e marrom, surgem em áreas muito expostas ao sol como: face, dorso das mãos, braços, colo e ombros. Sardas Brancas são lesões benignas e aparecem em áreas da pele expostas ao sol de forma prolongada e repetida ao longo da vida.

A melhor forma de evitar manchas e sardas é não esquecendo do protetor solar. Um dermatologista especializado pode tratá-las.

Acne Solar é provocada pela mistura da oleosidade da pele com o uso do filtro solar.

Forma de prevenção:

  • Lave o rosto com sabonete ideal para o tipo de pele
  • Use tônicos mais adstringentes
  • Use filtros solares com base aquosa ou em gel

Consulte seu médico dermatologista para receber orientações específicas para a saúde da sua pele. E lembre-se: somente um especialista poderá diagnosticar possíveis doenças de pele e medicar corretamente.

E bora aproveitar o verão com tudo que ele traz de bom!

Informações parciais das fontes:

http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/tiposdecancer/site/home/pele_nao_melanoma

http://www.sbd.org.br/cuidados/cuidados-com-a-pele-no-verao/

http://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2016/11/dermatologistas-fazem-campanha-contra-cancer-de-pele-em-manaus.html

Fonte da imagem: Pixabay

Saúde Financeira x Qualidade de Vida

A Saúde Financeira é uma pilar fundamental da Qualidade de Vida. Já falamos sobre este tema algumas vezes. Muitos relacionam problemas financeiros aos baixos salários e, para piorar, a crise continua nos assombrando.

Mas a vida continua e queremos que seja boa, certo? Nesse caso, é um alívio saber que a Saúde Financeira depende mais de fatores comportamentais do que do quanto se ganha. Para driblar a crise, precisamos ser rápidos nos ajustes de contas para que ela não comprometa nossas finanças. Este é o momento de cortar os supérfluos, reavaliar suas reais necessidades e repensar seus padrões de consumo. Mas isto não quer dizer que vamos deixar de ser felizes.

pixabay-adult-pensando-18792_1920

A DSOP, organização dedicada à educação financeira, acredita que a saúde financeira é conquistada através da mudança de hábitos e realização de sonhos. 

Veja as dicas práticas citadas pela DSOP, para que nosso 2017 seja um ano de realizações:

1º – Resgate seus sonhos. Não se restrinja somente em bens materiais.

2º – Organize seus sonhos em 3 grupos:
  1. Curto Prazo: a ser realizado em 1 ano
  2. Médio Prazo: a ser realizado dentro de 10 anos
  3. Longo Prazo: a ser realizado após 10 anos
*Pense em sua Independência Financeira
**Considere ter uma poupança para:
  • estudos dos filhos 
  • reforma na casa
  • investimento na sua carreira
  • imprevistos
3º – Faça orçamento dos custos e estipule um prazo. Com essas informações, será possível saber o quanto precisará poupar por mês.
Custo ÷ Número de meses para realizar = Valor a ser poupado por mês
Priorizar a conquista de seus sonhos é a mudança comportamental que fará a diferença em sua vida.
Para conseguir poupar, deve ser feito um diagnóstico financeiro de sua situação atual.
Como?
  • Anote todas as despesas que tiver, durante 30 dias, separando por categorias (alimentação, transporte, vestuário, educação, etc)
  • Após os 30 dias, veja de que forma pode reduzir ou eliminar gastos.
Reavalie:
  • Pacote de TV a cabo
  • Pacote de Internet
  • Pacote de Celular
  • Custos fixos em geral
Avalie seu comportamento frente aos gastos esporádicos. Pergunte-se antes de realizar uma compra:
  • Preciso mesmo daquilo?
  • Tenho condições de pagar à vista?
  • Precisarei me endividar e comprometer o orçamento dos próximos meses?
E lembre-se, a Saúde Financeira depende mais da sua relação com o dinheiro do que com o valor do seu salário.
Informações parciais da fonte: http://www.dsop.com.br/blog/renove-seu-comportamento-financeiro-em-2017

Pessoas Altamente Conscientes

pessoas-seta
Finais de ano são sempre um convite à reflexão. É quando avaliamos os resultados e colocamos tudo na balança. Se tivéssemos agido diferente, se os resultados dependessem inteiramente de nossas escolhas, se tivéssemos autonomia, etc.
Enfim, temos tomado as melhores decisões?
Pessoas altamente conscientes tomam decisões melhores, dentro de suas possibilidades, e arrependem-se menos, pois realizam alguns processos internos específicos, prevenindo-se contra os enganos da mente, provocados por emoções represadas, stress, falta de autoconhecimento e precipitação.
Confira abaixo alguns hábitos de uma pessoa altamente consciente:
1 – Monitora constantemente a própria mente. Presta atenção no tipo de pensamento que surge com mais frequência.
Ao conscientizar-se dos próprios pensamentos, passa a ter mais controle sobre as próprias ações.
2 – Sente o que “está sentindo”. Ser altamente consciente não quer dizer “ser feliz para sempre”. Está relacionado à aceitação do momento presente tal como se apresenta. É necessário sentir o medo, a tristeza, a raiva do momento, sem tentar resistir ou controlar. Isto não quer dizer que deva sair agredindo ou berrando quando quiser. Sentimentos precisam ser sentidos para que a mudança possa ocorrer, quando necessária.
O que mais proporciona o sentimento de paz, é simplesmente estar presente, no presente, com suas experiências agradáveis e desagradáveis. 
3 – Aceita a natureza transitória das coisas.
Talvez a lei fundamental da vida seja que tudo está em constante mudança. Nada é permanente.
4 – Medita regularmente. Prática que ajuda a se manter desperto e presente nos altos e baixos de cada dia.
5 – Protege e alimenta a mente e o corpo, cultivando hábitos de vida saudável.
Ou seja, cuidado com o que lê, assiste ou vê. Selecione e alimente sua mente com o mesmo cuidado com que elabora suas refeições.
Se você não consegue lidar com algum sentimento, se pensamentos repetitivos estão incomodando, não hesite em procurar um profissional. Grandes mudanças em sua vida podem acontecer apenas a partir de uma transformação interna. Permita-se.
Informações parciais da fonte: http://mrsmindfulness.com/7-habits-highly-mindful-people-integrate-life/
Imagem: Freepik

Perda Auditiva

 

happy young woman listening

A Organização Mundial de Saúde (OMS) alerta que 1,1 bilhão de jovens, em todo mundo, correm risco de sofrer perda auditiva por causa da exposição ao barulho.

Em países desenvolvidos, estima-se que mais de 43 milhões de pessoas, entre 12 e 35 anos, já sofrem de surdez incapacitante. 50% dessa faixa etária está exposta aos riscos pelo uso excessivo de tocadores de MP3 e smartphones, e 40% pelos níveis de ruído prejudiciais de discotecas e bares.

Seguem algumas recomendações da OMS para proteger a audição:

  • Mantenha o volume baixo: o tocador de mp3 não deve exceder 60% do volume total. Use tampões de ouvido em ambientes barulhentos.
  • Limite o tempo gasto em atividades barulhentas: a exposição prolongada ao ruído é um dos principais motivos da perda de audição. É aconselhável breves descansos auditivos e limitar para 1 hora diária o uso de fones de ouvido.
  • Preste atenção aos níveis seguros de exposição ao ruído. Use a tecnologia dos smartphones para ajudá-lo nisso.
  • Preste atenção aos primeiros sinais de perda de audição.

Procure imediatamente um médico se for difícil:

  • ouvir sons agudos, como campainha, telefone ou despertador;
  • entender a conversa por telefone.

 

Fontes:

http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/03/150306_ruido_audicao_lgb

http://www.ambep.org.br/saude-auditiva-e-tema-de-palestra-na-ambep-rio/

Imagem: Freepik

Combinações Saudáveis

pixabay-salmon-518032_1920

No Dia Mundial da Alimentação, falar sobre alimentação saudável é bater mais uma vez na mesma tecla já que falamos sobre assunto no Dia do Nutricionista e estamos sempre dando pitaco sobre a importância das boas escolhas na hora de encher o prato. Mas o assunto vale a pena ser revisto sempre, pois muitas doenças podem ser prevenidas ou mesmo curadas somente com a reeducação alimentar.

Então, vamos falar de “combinações saudáveis”.

Ao preparar seu prato, muitas vezes, a combinação de 2 alimentos pode resultar em inúmeros benefícios, devido à interação entre eles, melhorando a absorção das vitaminas pelo organismo ou bloqueando os malefícios de alguns alimentos.

Confira algumas combinações inteligentes abaixo:

Arroz + Feijão

O aminoácido metionina do arroz e a lisina do feijão formam a proteína, importante para a formação dos nossos tecidos.

Salmão + Salada de Alface, Agrião, Brócolis e Nozes

As vitaminas A (presente no agrião), D (presente no salmão), E (presente no brócolis) e K (presente no alface) precisam de gordura para serem absorvidas, daí que a gordura do salmão entra para exercer esta função.

Cenoura + Laranja

A vitamina C da laranja, combinada com o ácido fenólico da cenoura, baixa os níveis de colesterol ruim, além de prolongar a sensação de saciedade.

Feijão + Rúcula

A vitamina C aumenta em até 30% a absorção do ferro em vegetais.

Carne + Alecrim

O alecrim, quando aquecido, produz os ácidos: carnósico (anti-inflamatório) e rosmarínico (antioxidante). Essa dupla corta o efeito das toxinas da carne.

Tomate + Azeite

O tomate cru ou cozido é rico em licopeno (antioxidante) que neutraliza os radicais livres. Mas o licopeno precisa de gordura para entrar em ação. Daí que entra o azeite.

Ovo + Brócolis + Arroz Integral

O magnésio do arroz com a vitamina D do ovo, ajuda na absorção do cálcio do brócolis.

Atum + Frutas Vermelhas

O ácido elágico, presente no suco de frutas, aumenta a absorção do ômega 3 do peixe que reduz o colesterol ruim.

Fonte: http://super.abril.com.br/ciencia/as-9-combinacoes-de-alimentos-mais-saudaveis-da-culinaria

Saúde Mental: Fobias

pixabay-mulher-triste-portrait-1634421_1920

Medo ou fobia?

O medo é uma reação psicológica e fisiológica em resposta a uma possível situação de perigo. O medo nos prepara para enfrentar o perigo: o cérebro libera mais substâncias, o coração manda mais sangue, a mente fica em estado de alerta, os músculos ficam enrijecidos e a força física aumenta substancialmente.

A fobia é o medo desproporcional frente ao perigo real, capaz de imobilizar as pessoas, comprometendo sua qualidade de vida. 

Psicanalistas acreditam que as fobias tem origem comum e que, geralmente, as causas estão em situações vividas na infância. Como por exemplo: o medo de altura pode estar relacionado à insegurança do bebê ao dar seus primeiros passos. A fobia de sair à rua estaria relacionado ao medo da criança se perder dos pais.

Na opinião de psicólogos, a fobia pode surgir de 3 maneiras:

1- Por ouvir histórias ruins que fazem a pessoa ficar traumatizada com a situação.
2 – Por associação. Exemplo: A pessoa está ansiosa em um dia horrível, entra em um elevador e o associa ao momento ruim.
3 – Por ter passado pela experiência traumática com o objeto/situação de sua fobia.

Alguns tipos de fobia:

1. Agorafobia: medo de espaços abertos, da presença de multidões, da dificuldade de escapar rapidamente para um local seguro (em geral a própria casa). Muitas pessoas referem um medo aterrorizante de se sentirem mal e serem abandonadas sem socorro em público.

2. Fobia social: medo de se expor a outras pessoas que se encontram em grupos pequenos. Muitas vezes elas são restritas a uma situação, como por exemplo, comer ou falar em publico, assinar um cheque na presença de outras pessoas ou encontrar-se com alguém do sexo oposto. Muitas pessoas apresentam também baixa auto-estima e medo de criticas. Em casos extremos pode isolar-se completamente do convívio social.

3. Fobias especificas (ou isoladas): fobias restritas a uma situação ou objeto altamente específicos, tais como, animais inofensivos (zoofobia), altura (acrofobia), trovões e relâmpagos (astrofobia), voar, espaços fechados (claustrofobia), doenças (nosofobia), dentista, sangue, entre outros. A incapacitação da pessoa no dia a dia depende do tipo de fobia e de quão fácil é evitar a situação fóbica.

Dicas de prevenção

Procure ajuda de um profissional (médico, psicólogo, psicoterapeuta ou psiquiatra):

  • se você ou alguém próximo apresentar medo excessivo para vivenciar situações sociais;
  • se a ansiedade atrapalha sua vida ou se você notar que está interferindo na qualidade de vida de outra pessoa, afetando as atividades diárias.

Além disso, caso se sinta sozinho, avalie se este sentimento persiste mesmo quando está entre familiares e amigos próximos. A solidão pode estar associada à fobia social e pode levar à depressão. Portanto, confira as dicas abaixo para garantir seu bem estar:

  • Reconheça a solidão e entenda que é um sinal para fazer algo diferente do que você tem feito;
  • Tente interagir com os outros de forma positiva, incluindo alimentar-se com comidas saudáveis, praticar exercícios físicos e expor-se ao ar fresco;
  • Mostre linguagem corporal positiva e tente se interessar pelo que os outros falam;
  • Consulte um terapeuta ou converse com alguém de confiança. Não deixe o que faz mal consumir você.

 

 

Fontes:

http://www.minhavida.com.br/saude/temas/fobia

http://www.minhavida.com.br/saude/temas/fobia

http://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2016/08/ter-uma-agenda-faz-bem-para-sua-saude-mental.html

Outubro Rosa 2016

Pixabay mulher rosa woman-1031508_1920.jpg

Há 8 anos realizamos a Campanha Outubro Rosa, falamos sobre novidades que surgem todo ano para dar continuidade ao principal objetivo deste movimento mundial: Conscientizar sobre o Câncer de Mama.

Os números continuam aumentando e, em 2016, são estimados 57.960 novos casos, segundo o Ministério da Saúde e o INCA (Instituto Nacional de Câncer).

Não existe uma razão única. Diversos fatores estão relacionados ao câncer de mama e a maioria das mulheres ainda pode redesenhar seu futuro, apenas melhorando seus hábitos.

Fatores de Risco

1 – Comportamentais / Ambientais: modificáveis

  • Obesidade e sobrepeso após a menopausa
  • Sedentarismo
  • Consumo de bebida alcoólica
  • Exposição frequente a radiações ionizastes (raio X, mamografia e tomografia)

2 – Histórico Hormonal:

  • Menarca antes de 12 anos
  • Não ter tido filhos
  • Primeira gravidez após os 30 anos
  • Não ter amamentado
  • Parar de menstruar após os 55 anos
  • Ter feito uso de contraceptivos orais por tempo prolongado
  • Ter feito reposição hormonal pós-menopausa, principalmente por mais de 5 anos

3 – Hereditários/genéticos – História familiar de:

  • Câncer de ovário
  • Câncer de mama em homens
  • Câncer de mama em mulheres, principalmente antes dos 50 anos.

Apenas 5 a 10 % dos casos da doença estão relacionados aos fatores hereditários.

Recentemente, a IARC (Agência Internacional de Pesquisa em Câncer) lançou a publicação IARC Handbook os Breast Cancer Screening que avalia diferentes métodos de rastreamento do câncer de mama. As evidências apresentadas no livro possuem vários pontos em comum com as Diretrizes do INCA / Ministério da Saúde para a Detecção Precoce do Câncer de Mama, publicado em 2015.

Nestas diretrizes, entende-se que:

  • a mamografia em mulheres com idade entre 50 e 69 anos reduz a mortalidade do câncer de mama
  • o rastreamento através do autoexame das mamas não garante a redução da mortalidade

Isto é, tenha sempre um médico de sua confiança e visite-o regularmente. Exames preventivos não devem ser substituídos pelo autoexame.

O Ministério da Saúde e o INCA lançaram uma Cartilha sobre o Câncer de Mama, com conteúdo de fácil entendimento e com informações atualizadas sobre a doença. Quem tiver interesse, vale a pena conferir.

Feliz Outubro Rosa!

Fontes:

http://www1.inca.gov.br/inca/Arquivos/livro_deteccao_precoce_final.pdf

http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/e03b508046404270b86dfa2d43a04cdb/Cartilha_câncer_de_mama_vamos_falar_sobre_isso2016_web.pdf?MOD=AJPERES&CACHEID=e03b508046404270b86dfa2d43a04cdb


Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 2.292 outros seguidores

Calendário

junho 2017
S T Q Q S S D
« maio    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Arquivos

Estatísticas do Blog

  • 784,879 hits

Top 5


%d blogueiros gostam disto: