Posts Tagged 'atividade'

Dia Mundial da Atividade Física

Hoje é comemorado o Dia Mundial da Atividade Física. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), a inatividade física é o quarto principal fator de risco de morte no mundo e aproximadamente 3,2 milhões de pessoas morrem a cada ano em decorrência disso.

2r6fhwod5zuv5ipsy26sjp66v

A falta de atividade física é um fator de risco chave para doenças crônicas não-transmissíveis (DCNTs) como as doenças cardiovasculares, câncer e diabetes. No mundo, um em cada três adultos não pratica atividade física suficiente.

O Blog da Saúde entrevistou o preparador físico Márcio Atalla, que se dedica a mudar os hábitos do brasileiro. O treinador teve destaque com o programa Medida Certa, da Rede Globo. Zeca Camargo, Renata Ceribelli e o jogador Ronaldo foram os primeiros a aprovarem o método do preparador físico, que promete uma mudança total de estilo de vida.

Qual é a importância da atividade física para o corpo? O que o sedentarismo pode acarretar?

Nosso corpo foi geneticamente programado para funcionar melhor quando recebe estímulos de movimento físico. Todas as suas funções acontecem com menos desgaste para os órgãos quando se trata de pessoas ativas. A atividade física feita de forma regular previne, ou melhora, uma série de doenças e problemas de saúde. Diabetes, hipertensão, obesidade, alterações em taxas sanguíneas, como colesterol ou triglicerídeos, problemas osteo-articulares, e até mesmo complicações das funções cognitivas, como o Alzheimer, que conta única e exclusivamente com o exercício aeróbico regular como meio de prevenção.
Por outro lado, o sedentarismo é o mal do século, é o grande motivo pela mudança de perfil da população mundial em número de obesos e pessoas com sobrepeso, além das doenças adquiridas principalmente por maus hábitos de vida. Um corpo sedentário funciona mal, sobrecarrega todos os órgãos, até levá-los a falência parcial ou total, como acontece com o pâncreas, no caso do diabetes. Por fim, pode-se dizer que atualmente o sedentarismo é uma das maiores causas de mortes prematuras no mundo. É uma questão séria e de proporções internacionais.

As pesquisas mostram que a saúde do brasileiro não vai bem. Você, que convive diariamente com questões relacionadas à saúde, confirma isso?

Sim. A saúde não vai bem, porque os hábitos são ruins. E mudança de hábitos é uma coisa complicada, que demanda muita vontade e disciplina. Todas as estatísticas mostram aumento em todas as complicações e doenças ligadas ao estilo de vida. E se pensarmos que apenas 5% da população brasileira é considerada fisicamente ativa, podemos ter uma ideia de como mudar esse quadro.

Muitos alegam falta de tempo para cuidar da saúde. Existem alternativas mais fáceis para quem tem uma vida muito corrida?

Falta de tempo, de dinheiro, de espaço nada disso pode ser desculpa. E isso é fácil de explicar: com apenas 20 minutos de caminhada por dia já se pode melhorar a qualidade de vida e ter resultados positivos com relação à saúde. Essa caminhada pode ser feita durante um dia de trabalho, em que as pessoas tentassem caminhar todas as distâncias que fossem possíveis, trocando os meios de transportes pelo movimento, trocando escadas rolantes e elevadores por escadas convencionais. São simples atitudes do dia a dia que fazem efeito sim.

Você criou um método que promete mudar os hábitos de qualquer sedentário. Como ele funciona?

É um método que pretende mostrar que é possível mudar o padrão ao qual se está acostumado por um novo, de maneira gradual e com eficácia para se estabelecer como definitivo. Se a pessoa pensa em fazer uma dieta, automaticamente já programa que aquilo terá começo, meio e fim. Minha proposta é que tudo seja feito sem grandes sacrifícios, que não haja dieta, nem restrições alimentares, que o exercício seja também fonte de prazer e que por isso a pessoa escolha viver dessa forma, adote esse novo estilo de vida. O segredo está no equilíbrio, na hora de comer, de beber, de fazer exercícios. E o resultado só é garantido com a regularidade.

Informações parciais. Confira o texto na íntegra, acessando o site: http://www.blog.saude.gov.br/

Visite nosso site: http://www.vivamelhoronline.com.br

O que fazer para ter vida longa e feliz na corrida

Correr é simples: basta colocar um pé na frente do outro, certo? Sim, o esporte é o mais prático e democrático que existe, mas é preciso saber algumas coisinhas antes de calçar o tênis e dar o primeiro passo.

Algumas dúvidas que podem surgir nesse começo são: preciso mesmo aquecer antes de correr? Tenho que alongar? E fazer um treino para fortalecer? Confira as respostas a essas e outras questões a seguir e faça uma bela estreia na corrida!

beneficios-corrida-650x350

AQUECER

Sim. Iniciar a atividade aos poucos é mais confortável e ajuda a prevenir lesões. Caminhe 3 minutos, alterne corrida e caminhada (30 a 60 segundos de cada uma) por 5 a 10 minutos, depois corra.

DESAQUECER

Sim. Ande por pelo menos 10 minutos para ajudar no bombeamento de sangue do coração para os músculos desgastados, o que pode acelerar a recuperação.

ALONGAR

Não. Se há alongamentos confortáveis e que o relaxem no pós-treino, faça, mas com cuidado — alongar demais pode provocar lesão. Antes do treino, o alongamento estático é desnecessário: faça o dinâmico (com saltos, passos largos etc.) ou apenas caminhe/trote.

ANDAR DURANTE A CORRIDA

Os trechos de caminhada podem fazer a diferença entre terminar o treino com dificuldade e terminar forte. Faça 15 trechos de 15 a 60 segundos de caminhada a cada 30 a 60 segundos desde o começo – não espere ficar cansado.

TREINOS DE VELOCIDADE

Se seu objetivo for se tornar mais veloz, sim, vale a pena. Mas saiba que treinos de velocidade — especialmente os muito intensos e frequentes — aumentam o risco de lesão, por isso, iniciantes devem contar com a ajuda de um treinador experiente para inseri-los aos poucos na planilha e provavelmente após seis meses de treino.

FAZER TREINO DE FORÇA

Não é necessário para melhorar a corrida, mas pode prevenir lesões futuras, já que músculos fortes ao redor dos joelhos ajudam a protegê-los do impacto.

FAZER UM LONGO POR SEMANA

Não. No começo, você só precisa fazer um treino desses a cada 14 dias, mas faça — ele é importante para manter e melhorar a resistência.

SABER O RITMO NA CORRIDA

Não, a menos que pretenda fazer uma prova longa ou bater seu recorde. Se estiver correndo pelo condicionamento, use o tempo como base. Correr 30 minutos em ritmo confortável está ótimo na maioria das vezes.

Informações parciais. Confira o texto na íntegra, acessando o site: http://exame.abril.com.br/

Visite nosso site: http://www.vivamelhoronline.com.br

Caminhar ou andar de bicicleta até o trabalho preserva a saúde mental

quer-pedalar-para-o-trabalho-alguns-truques-e-um-pouquinho-de-forc3a7a-de-vontade-fazem-com-que-isso-seja-possc3advel-httpcascavelbikers-blogspot-com-br

Pesquisadores da Universidade de East Anglia, no Reino Unido, confirmaram o que muita gente já desconfiava: pedalar ou caminhar até o trabalho aumenta o bem-estar e é melhor para a saúde mental do que dirigir.

Pessoas que pararam de dirigir e começaram a caminhar ou pedalar para o trabalho passaram a ter melhor concentração e a se sentir sob menos pressão. Usar o transporte público, outro item da pesquisa, também foi considerado melhor para a saúde do que dirigir.

— O surpreendente é que em vez de se sentirem estressados nos ônibus ou trens cheios, as pessoas relaxavam, liam e socializavam — diz o principal autor da pesquisa, Adam Martin.

A equipe de Martin estudou dados de 18 anos em cerca de 18 mil britânicos, entre 18 e 65 anos observando múltiplos aspectos da saúde psicológica, como sentimentos de infelicidade, fracasso diante dos problemas e falta de sono. Também foram levados em conta fatores que afetam o bem-estar, como renda, filhos, mudança de casa ou emprego e relacionamentos.

— Nosso estudo mostra que quanto mais a pessoa usa carro, pior se sente. E na outra ponta, as pessoas que fazem uma longa caminhada para o trabalho costumam se sentir melhor — observa Martin.

Informações parciais. Confira o texto na íntegra, acessando o site: http://oglobo.globo.com

Visite nosso site: http://www.vivamelhoronline.com.br

Atividade física deve ser recomendada como tratamento e prevenção de Doenças

Apesar de a prática de exercício físico regular trazer inúmeros benefícios à saúde e ser um dos métodos preventivos mais eficientes contra muitas doenças, segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), o sedentarismo é uma das principais causas das 300 mil mortes anuais por doenças cardíacas do país.

atividade_terceiraidade2

Para o cardiologista e médico do esporte Daniel Kopiler, a atividade física deveria ser recomendada como medicação.

“O maior desafio é tornar a atividade física uma prioridade para melhorar a saúde da população e reduzir os riscos de doenças como diabetes, hipertensão, obesidade, entre outras”, defende.

De acordo com o especialista, “o exercício físico diminui em cerca de 30% os riscos de desenvolver doença coronariana, e reduz aproximadamente em 50% os riscos de hipertensão”.

Segundo Kopiler, um levantamento realizado com cardiologistas nos EUA mostrou que apenas 15 em cada 100 médicos reforçavam voluntariamente a importância da atividade física para seus pacientes em reabilitação cardíaca.

“Há muitas pesquisas sobre novos medicamentos, mas o melhor deles, o mais antigo e democrático, tem sido preterido. Todos os profissionais de saúde deveriam recomendar atividade física para tratamento e prevenção de doenças”, recomenda.

Um estudo realizado em 2002 pelo pesquisador Jonathan Myers (Universidade Stanford, EUA) comparou a aptidão física entre homens até 70 anos com e sem doença cardiovascular.

As pessoas sem doença cardiovascular que não tinham preparo físico adequado apresentaram risco de mortalidade duas vezes maior do que o grupo que tinha doença cardiovascular e ótimo preparo físico.

publicidade

“Há outros estudos comparando pessoas apenas com hipertensão e hipertensos com outros fatores de risco, como diabetes e colesterol elevado. Os resultados mostraram que os com melhor preparo físico conseguiram diminuir o impacto dos outros fatores de risco”, conta Kopiler.

Segundo um estudo de 2012, liderado por I-Min Lee, na América Latina, o estilo de vida sedentário é responsável por 11,4% de todas as mortes por doenças como diabetes, problemas cardíacos e câncer de mama e do cólon.

A busca por alternativas para estimular a população a ter uma vida mais ativa será discutida por profissionais de saúde da América Latina na Série Científica Latino-Americana 2014, em Buenos Aires, nos dias 11 e 12 de setembro.

Informações parciais. Confira o texto na íntegra, acessando o site: http://saude.terra.com.br/

Visite nosso site: http://www.vivamelhoronline.com.br

Caminhada é a atividade física preferida dos brasileiros, diz pesquisa

Quando o brasileiro resolve abandonar a vida sedentária, nada supera a escolha pela caminhada. É essa a atividade mais praticada pelos brasileiros, segundo um estudo realizado pelo Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde (Nupens – USP).

beneficios-da-atividade-fisica

Um novo estudo revelou alguns dados interessantes sobre o perfil da população ativa. A pesquisa foi realizada entre 2006 e 2012 com moradores de todas as capitais brasileiras, por meio de entrevistas feitas pelo Vigitel (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico), do Ministério da Saúde.

A conclusão é que 18,1% dos entrevistados elegeram a caminhada como principal atividade. Em segundo lugar, ficou a musculação e ginástica com 11,2%. Já para 7,2%, a prática do futebol foi eleita como uma maneira de se exercitar e a corrida é a opção de 3,1%.

A bicicleta é a escolha de 2% dos entrevistados. Outras atividades, como natação e hidroginástica, também foram citadas, porém não ganharam destaque pelo baixo percentual. “A estagnação do ciclismo nas capitais pode ser associada à escassez de áreas seguras para o uso da bicicleta”, explica o professor Rafael Moreira Claro, do Departamento de Nutrição da Escola de Enfermagem da UFMG (EEUFMG), um dos autores do estudo.

Para ele, é preciso preservar na cidade uma boa infraestrutura para a prática de exercícios. “O grande número de pessoas que fazem da caminhada e da corrida suas atividades físicas (mais de um quinto da população) destaca a importância da manutenção das condições adequadas para a realização dessa atividade nas grandes cidades, como a conservação de calçadas, parques e praças”.

Informações parciais. Confira o texto na íntegra, acessando o site: http://www.tribunadabahia.com.br/

Visite nosso site: http://www.vivamelhoronline.com.br

10 Coisas que você precisa saber sobre Atividade Física

Conheça os benefícios da realização de exercícios no 10 Coisas que Você Precisa Saber Sobre Atividades Físicas. Lembrando que o sedentarismo é uma das principais causas de doenças cardiovasculares, diabetes, obesidade e outras doenças crônicas não transmissíveis.

f_98895

Confira, então, os 10 coisas que você precisa saber sobre atividade física:

  1. A prática de exercícios, de intensidade moderada, durante meia hora por dia é suficiente para que o cidadão deixe de ser sedentário. Estes trinta minutos podem ser contínuos ou divididos em três períodos de 10 minutos cada.
  2. Quando se fala em exercícios, o mais importante é que você pratique alguma atividade que se adapte ao seu estilo de vida e que seja do seu agrado. Caso contrário, são muitas as chances de interrupções.
  3. Pequenas modificações no hábito diário – como subir escadas, saltar do ônibus um ponto antes, passear com cachorro, varrer, cuidar do jardim, lavar o carro, etc. – podem ajudá-lo a movimentar mais e servir como um estímulo para o início de uma atividade física diária.
  4. Os efeitos benéficos da atividade física ocorrem para as pessoas que se exercitam com regularidade. Aqueles com IMC entre 25 e 30 (sobrepeso), nestas condições, podem ter um risco menor de desenvolver diabetes e outras doenças metabólicas do que os sedentários.
  5. De acordo com o United States Departament of Health and Human Services, é importante os adultos pratiquem duas horas de atividades anaeróbicas (musculação localizada), por semana, além dos 30 minutos de caminhada intensa por dia. Nos casos de pessoas com diabetes, hipertensão, obesidade e pessoas com problemas no metabolismo ósseo, por exemplo, é preciso ter um cuidado especial na escolha dos exercícios a praticar. Nestes casos, é imprescindível o acompanhamento de um profissional.
  6. 1 minuto de atividade física intensa é compatível com 2 minutos de atividade moderada. Caminhada em ritmo acelerado, hidroginástica, passeio de bicicleta e jogo de tênis em dupla são alguns dos exemplos para atividade moderada. Já a corrida, a natação, o basquete e a corrida de bicicleta são consideradas intensas.
  7. Durante a prática de um exercício físico é possível que haja uma redução na taxa de glicose da pessoa. O indicado, principalmente para pessoas com diabetes, é que carreguem consigo algum tipo de carboidrato de rápida absorção.
  8. As atividades físicas melhoram a sensação de bem-estar, diminuem a ansiedade e a probabilidade de depressão, por liberarem a serotonina (hormônio conhecido como “molécula da felicidade”).
  9. Dentre os benefícios da prática de exercícios estão: a diminuição do apetite, a melhora do humor, a perda de gordura (emagrecimento), o enrijecimento dos músculos, a melhora da imunidade e o retardo do envelhecimento.
  10. Em uma recente pesquisa feita pelo Overseas Development Institute, na Grã Bretanha, mostrou que o número de aldutos obesos cresceu quatro vezes nos últimos 30 anos, em paises em desenvolvimento, ou seja, são mais de 1 bilhão de pessoas acima do peso.

Informações parciais. Confira o texto na íntegra, acessando o site: http://www.endocrino.org.br/

Visite nosso site: http://www.vivamelhoronline.com.br

Atividade Física regular auxilia na prevenção e redução do Colesterol

A prática contínua de exercícios físicos pode prolongar a vida com qualidade e independência
header-atividade-fisica
Um dos fatores determinantes que contribuem para o colesterol alto e as doenças cardiovasculares é a inatividade física. “A falta de atividade física é um problema cultural mundial”, afirma Dr. Mauro Guiselini, consultor científico das atividades físicas do projeto “Uma cidade, um desafio”. De acordo com a pesquisa Vigitel, realizada pelo Ministério da Saúde em 2012 no Brasil, apenas 33,5% da população adulta pratica o nível recomendado de atividades físicas em seu tempo livre. Outro dado relevante apontou que a prática do nível recomendado de atividade física no tempo livre foi maior entre os homens (41,5%) do que entre as mulheres (26,5%).
Estudos já comprovaram que a prática de exercícios físicos é benéfica para a prevenção e o combate de diversas doenças, inclusive as cardiovasculares. A prática regular de atividades físicas pode promover uma melhora no funcionamento do sistema cardiovascular, que por sua vez utiliza a gordura como uma das fontes de energia, gastando o seu excesso. A atividade física regular pode melhorar não somente a saúde, mas também a capacidade funcional, qualidade de vida e independência das pessoas. Segundo Dr. Mauro, recomenda-se que seja feita pelo menos três vezes por semana, sendo cinco o ideal. “As pessoas que gastam de 2000 a 2500 calorias adicionais por meio de atividades cotidianas e exercícios, diminuem a mortalidade decorrente de doenças do coração. Essas medidas não farão o indivíduo viver mais, mas evitarão que morra mais cedo”, explica.
Os especialistas recomendam manter-se em movimento sempre, isso quer dizer que até mesmo as atividades do dia-a-dia são importantes, como uma caminhada até o supermercado, fazer tarefas domésticas, jardinagem etc. As atividades esportivas e recreativas como caminhadas com passos moderados, subir escadas, fazer aulas de aeróbica, pilates, treinos de circuitos leves e de malhação leve também são essenciais para manter o corpo em forma ativa, melhorando a saúde cardíaca e ajudando no combate ao colesterol ruim. Vale ressaltar que, antes de iniciar uma rotina de atividades físicas, é importante procurar um médico. Além disso, todo exercício deve respeitar o nível de condicionamento físico de quem pratica.
Ainda segundo o Dr. Mauro é importante que a população receba incentivos das autoridades, imprensa e de empresas privadas. “As pessoas precisam se identificar com os formadores de opinião para que vejam que a atividade física é para todos”, afirma o consultor.
Para conscientizar a população da importância de cuidar da saúde do coração, a Becel Pro-Activ trouxe para o Brasil o projeto “Uma cidade, um desafio”. O objetivo do programa é reduzir o colesterol e trazer hábitos mais saudáveis para uma cidade, no prazo de três semanas. O local escolhido foi Santo Antônio do Pinhal, munícipio localizado na região Metropolitana do Vale do Paraíba, Estado de São Paulo.
“No geral tenho uma boa alimentação, por isso, acredito que o meu colesterol está alto por conta da falta de atividades físicas. Depois que o projeto “Uma cidade, um desafio” terminar, quero continuar com os exercícios, vou fazer caminhadas ou entrar em uma academia. Não quero mais parar!”, afirmou Ludovirna Alves da Silva, 65 anos, aposentada, moradora de Santo Antônio do Pinhal e participante do projeto.
Nos dias 1, 2 e 3 de agosto mais de 1200 pessoas realizaram exames para medir o colesterol, glicose no sangue, pressão arterial, circunferência abdominal e IMC. Do total, 41,20% eram homens, 58,80% mulheres e 42,2% tinham mais que 50 anos. Um dado preocupante é que 35,4% apresentaram o colesterol fora dos níveis recomendados. De acordo com a Diretriz Brasileira de Dislipidemias e Prevenção da Aterosclerose da Sociedade Brasileira de Cardiologia *o valor ideal para o LDL colesterol é abaixo de 100 mg/dl, enquanto para HDL colesterol deve ser maior do que 60 mg/dl. Já o Colesterol total desejável é inferior a 200 mg/dl.
Desde o dia 6 e até o dia 29 de agosto todos participantes do projeto estão recebendo instruções nutricionais, além de praticarem exercícios físicos regularmente e consumirem diariamente 20g de Becel Pró-Activ. O projeto é inédito no Brasil, mas já foi realizado com sucesso pela marca em outros países, como Alemanha, África do Sul, Austrália, Espanha, Grécia e Inglaterra. Aqui, a iniciativa tem o apoio do Departamento de Aterosclerose da Sociedade Brasileira de Cardiologia.
Ao final das três semanas de programa os participantes voltarão a ter o colesterol medido para avaliar o impacto das mudanças de hábito no LDL-Colesterol.
Para conhecer mais sobre o projeto “Uma cidade, um desafio” e compartilhar as informações com outras pessoas, acesse http://www.becel.com.br/desafio-proactiv.
*Os valores mencionados são para adultos maiores de 20 anos.
Informações parciais. Confira o texto na íntegra, acessando o site: http://www.segs.com.br/

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 2.292 outros seguidores

Calendário

junho 2017
S T Q Q S S D
« maio    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Arquivos

Estatísticas do Blog

  • 784,879 hits

Top 5


%d blogueiros gostam disto: