Arquivo para 16 de fevereiro de 2012

Campanha: Carnaval 2012

Anúncios

Carnaval: Use Camisinha

Com a chegada do Carnaval há um aumento no consumo de preservativos no Brasil. Este ano, segundo a assessoria do Programa Nacional de DST e Aids (PN-DST/Aids), o Governo pretende distribuir duas vezes mais camisinhas do que no ano passado. Os locais que mais recebem preservativos são aqueles em que se concentram o maior número de foliões, como Rio, Pernambuco, Bahia e São Paulo.

Campanha do Ministério da Saúde para o Carnaval 2012

Que as camisinhas são fundamentais para a prevenção da aids e outras doenças sexualmente transmissíveis, além de prevenirem a gravidez indesejada, alguns tipos de hepatites e a sífilis. Por isso, use camisinha sempre.

Mas o preservativo não deve ser uma opção somente para quem não se infectou com o HIV. Além de evitar a transmissão de outras doenças, que podem prejudicar ainda mais o sistema imunológico, previne contra a reinfecção pelo vírus causador da AIDS, o que pode agravar ainda mais a saúde da pessoa.

Guardar e manusear a camisinha é muito fácil. Treine antes, assim você não erra na hora. Nas preliminares, colocar a camisinha no(a) parceiro(a) pode se tornar um momento prazeroso. Só é preciso seguir o modo correto de uso. Mas atenção: nunca use duas camisinhas ao mesmo tempo. Aí sim, ela pode se romper ou estourar.

A camisinha é impermeável
A impermeabilidade é um dos fatores que mais preocupam as pessoas. Pesquisadores dos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos esticaram e ampliaram 2 mil vezes o látex do preservativo masculino (utilizando-se de microscópio eletrônico) e não foi encontrado nenhum poro. Em outro estudo, foram examinadas as 40 marcas de camisinha mais utilizadas em todo o mundo. A borracha foi ampliada 30 mil vezes (nível de ampliação que possibilita a visão do HIV) e nenhum exemplar apresentou poros.

Em 1992, cientistas usaram microesferas semelhantes ao HIV em concentração 100 vezes maior que a quantidade encontrada no sêmen. Os resultados demonstraram que, mesmo nos casos em que a resistência dos preservativos mostrou-se menor, os vazamentos foram inferiores a 0,01% do volume total. Ou seja, mesmo nas piores condições, os preservativos oferecem 10 mil vezes mais proteção contra o vírus da aids do que a sua não utilização.

Onde pegar
O preservativo masculino é distribuído gratuitamente em toda a rede pública de saúde. Caso não saiba onde retirar, ligue para o Disque Saúde (136). Também é possível pegar camisinha em algumas escolas parceiras do projeto Saúde e Prevenção nas Escolas em todo o Brasil.

Como é feita a distribuição
A compra da maior parte de preservativos e géis lubrificantes disponíveis é feita pelo Ministério da Saúde. Aos governos estaduais e municipais cabe a compra e distribuição de, no mínimo, 10% do total de preservativos nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste e de 20% nas regiões Sudeste e Sul. Veja a distribuição nos estados.

“Texto reproduzido parcialmente. Confira na íntegra direto da fonte: Ministério da Saúde/AIDS


Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 2.291 outros seguidores

Calendário

fevereiro 2012
S T Q Q S S D
« jan   mar »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
272829  

Arquivos

Estatísticas do Blog

  • 967.381 hits

Top 5

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: