Arquivo para 7 de julho de 2014

Como prevenir doenças dos olhos durante o inverno

No inverno, a saúde ocular fica em risco. Além de o tempo seco deixar a vista vulnerável a problemas como conjuntivite, o uso excessivo de medicamentos para gripes e doenças respiratórias — comuns nesta época — pode provocar males como glaucoma, catarata e olho seco.

olhos-ressecados-inverno

Oftalmologista do Instituto Penido Burnier, Leôncio Queiroz Neto, alerta que anti-inflamatórios e antialérgicos, por exemplo, interferem na produção de lágrimas, que mantêm os olhos lubrificados e protegidos da entrada de vírus e bactérias que causam a conjuntivite.

E o problema pode piorar se a pessoa insistir no uso de medicamentos sem orientação. O ressecamento permanente do olho pode fazer com que a visão fique opaca. “Isso pode antecipar a degradação natural da capacidade visual, que vem com a idade, deixando a visão cronicamente embaçada”, alerta.

Usado para controlar casos de asma, bronquite e alergias severas, o corticoide, de forma indiscriminada, é um dos mais arriscados. O remédio pode aumentar a pressão dentro do olho e gerar o glaucoma, doença que causa lesão no nervo ótico e que pode levar à cegueira. “O remédio interfere nas células do cristalino a e facilita o surgimento da catarata”.

Esse foi o caso de Thaís Mandetta, 26 anos. Há seis anos, ela descobriu que tinha glaucoma em estágio inicial. O motivo? Uso de corticoide para controlar crises de bronquite. “O oftalmologista pediu para tirar todos os bichos de pelúcia do quarto e isso me salvou. Nunca mais tive crises”, afirma aliviada Thaís.

Mudanças evitam problemas

Os efeitos da dosagem dos medicamentos variam de acordo com o organismo do paciente, mas algumas ações podem evitar problemas futuros. Segundo Leôncio Neto, após cinco dias, o descongestionante nasal pode ser substituído por soro fisiológico. Já quem usa loratadina (antialérgico), antitérmicos ou analgésicos com frequência pode incrementar a dieta com alimentos ricos em ômega 3, como castanhas, salmão e sardinha para reduzir a dependência dos remédios.

“Para quem usa corticoides por mais de seis meses, é importante se consultar com um oftalmologista”, disse.

FIQUE ATENTO

REMÉDIO PARA NARIZ
Risco: glaucoma. Após cinco dias de uso, trocar por soro.

REMÉDIO PARA RINITE
Risco: glaucoma. Em caso de uso por mais de três meses, é recomendado acompanhamento oftalmológico.

CORTICOIDE
Risco: glaucoma e catarata. Oftalmo após 6 meses de uso.

ANTITÉRMICOS E ANALGÉSICOS
Risco: visão embaçada e olho seco. Investir em alimentos ricos em ômega 3.

Informações parciais. Confira o texto na íntegra, acessando o site: http://odia.ig.com.br/

Visite nosso site: http://www.vivamelhoronline.com.br

Anúncios

Twitter @vivamelhor

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 2.198 outros seguidores

Calendário

julho 2014
S T Q Q S S D
« jun   ago »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Arquivos

Estatísticas do Blog

  • 973.402 hits
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: