Posts Tagged 'Doses'

Álcool: Tire suas Dúvidas

alcoolismo1-1080x675

O que é?

Álcool também é conhecido como birita, goró, mé, gole (tomar uns goles), beber, chapar, entre outros.

Álcool é a mais antiga e mais usada droga. Ele é um alterador o temperamento e é depressor mas em pequenas quantidades age como estimulante.

Tomando álcool

Álcool é feito quando o açúcar e outros carboidratos são fermentados (geralmente com a ajuda de fermento). Bebidas podem ser feitas de grãos (malte faz uísque, cevada faz cerveja, centeio faz vodka), frutas (uvas fazem vinho, maçãs fazem cidra) ou vegetais (batata faz vodka, sisal faz tequila, cana-de-açúcar faz cachaça).

O efeito é mais forte num estômago vazio. Misturando tipos diferentes de bebidas te deixam mais bêbado e acaba dando uma ressaca pior.

Altos e baixos

Álcool aumenta a animação, fazendo você mais feliz ou mais afetivo se você já se sente assim. Ele pode relaxar você, diminuir as inibições e tornar você mais mais sociável e confiante. Se seu astral está baixo, o álcool pode deixar ele mais baixo ainda. É bem conhecido por estimular as pessoas a causar agressões. Quando a bebida diminui as inibições, pode colocar você em risco de machucar e afetar seus julgamentos.

Por ser um depressor, álcool diminui as reações do seu corpo, causando fala embolada, falta de coordenação, visão embaçada, sonolência ou desmaio. Outros efeitos indesejados são vômito e desidratação (falta de água no corpo é a maior causa de ressacas). Altas doses causam apagões (não lembrar o que aconteceu) e doses muito altas podem causar envenenamento por álcool, que pode matar.

Um relacionamento de longo prazo?

Álcool é uma toxina de nível baixo (razão pela qual ele danifica o coração e o fígado em grandes bebedores e porque mulheres grávidas não devem beber).

Beber muito por muito tempo pode trazer problemas, como doença do fígado, câncer (da garganta, boca e fígado) e danos no cérebro. Beber em excesso mata milhares a cada ano.

O vício pelo álcool pode ser físico (os ‘tremores’ são um sintoma da fissura) ou psicológico (te dando um desejo enorme de continuar bebendo).

É bom saber

Beber água entre um copo ou outro de bebida alcoólica e antes de dormir evita a desidratação e os sintomas da ressaca.

Álcool pode fazer a ansiedade, depressão ou os problemas para dormir piores, então deve ser tratado com cuidado se você é vulnerável a estes.

Café não te deixa sóbrio. Apenas quando o álcool sair do seu corpo com o tempo que sim.

A lei

Para comprar bebida alcoólica você precisa ter 18 anos ou mais.

No Brasil, com a nova Lei 11.705, que altera o Código de Trânsito Brasileiro, proíbe a ingestão de qualquer quantidade de álcool pelos motoristas. Antes desta lei era possível beber cerca de 2 copos de cerveja que a pessoa estaria dentro do limite de 60 decigramas de álcool por litro de sangue. Hoje, até um bombom de licor pode te denunciar.

A fiscalização é feita através de bafômetros. Se a pessoa se recusar a soprar no aparelho e existir fortes indícios de embriaguez, o policial pode encaminhar o motorista para a coleta de sangue ou pedir o exame por um médico-perito.

Quem for flagrado com uma dosagem superior a 0,2 gramas de álcool por litro de sangue (equivalente à ingestão de menos de uma lata de cerveja ou um cálice de vinho) pagará multa de 957 reais, receberá sete pontos na carteira de motorista e terá suspenso o direito de dirigir por um ano. Aqueles cuja dosagem de álcool no sangue superar 0,6 g/l (duas latas de cerveja) deverão ser presos em flagrante. As penas poderão variar de seis meses a três anos de cadeia, sendo afiançáveis por valores entre 300 e 1.200 reais. Os infratores também perderão o direito de dirigir por um ano.

Problemas com bebida

A maioria das pessoas com problemas com bebida na verdade não são alcoólatras. Muitas bebem apenas alguns dias na semana mas aí bebem em excesso.

Seu hábito de beber (ou o de alguém próximo a você) é um problema? Estes podem ser uns sinais:

  • Ficar tentando parar de beber
  • Ficar puto se as pessoas comentam o quanto você bebe
  • Se sentir culpado por beber
  • Precisar de uma bebida logo pela manhã

Se alguém está com ‘os tremores’ isto significa que ele é ‘dependente de álcool’ e ficar sem álcool de uma vez pode ser perigoso – consulte um médico.

Informações parciais. Confira o texto na íntegra, acessando o site: http://www.quedroga.com.br/

Visite nosso site: http://www.vivamelhoronline.com.br

Vitamina D: veja como manter as doses necessárias mesmo sem Sol

A vitamina D é considerada um pró-hormônio e apresenta diversas funções no organismo. É principalmente conhecida pelo seu papel de regular a absorção de cálcio e fósforo no organismo, sendo primordial para a manutenção da saúde óssea. A vitamina também modula a função dos órgãos sexuais e é crucial para a integridade dos tecidos sexuais reprodução feminina.

Gordifeliz___nude_at_sun_by_josemanchado

“Esse nutriente regula o funcionamento de mais de 200 genes, sendo fundamental para proliferação e diferenciação dos tecidos, síntese e secreção de hormônios tireoidianos e paratireoidianos, secreção de insulina, modulação do sistema imune, atividade cerebral, adequado funcionamento cardiovascular, controle da pressão arterial, entre outros benefícios”, afirma Tatiana Barão, nutricionista da Naturalis Nutrição & Farma.

Além disso, cientistas do Centro Moores sobre o câncer, da Universidade da Califórnia em San Diego, nos Estados Unidos, descobriram que a vitamina D pode reduzir em até 50% o risco de câncer de mama e em mais de 66% o de tumores cancerosos colo-retais.

“Essa vitamina também age na pele, controlando sua proliferação e diferenciação, participando também da regulação da produção de sebo e na atividade antimicrobiana das células produtoras de sebo, o que pode auxiliar no tratamento da acne“, revela a nutricionista da Naturalis. Ainda não existem, contudo, resultados conclusivos.

Não deixe faltar…

deficiência de vitamina D promove desregulação de diversas funções do organismo. Porém, segundo a nutricionista da Naturalis, seus sintomas só são percebidos em longo prazo.

“Enfraquecimento dos ossos, problemas cardiovasculares – como o aumento da pressão arterial – desregulação da síntese de insulina – ou seja, predisposição ao diabetes mellitus [o aumento anormal de açúcar ou glicose no sangue], dentre outros sintomas podem ser observados quando há falta dessa vitamina no organismo”, afirma.

… nem sobrar!

Em contrapartida, “os efeitos nocivos do excesso de vitamina D provocam redução do volume urinário, dor, náusea, vômito, perda de apetite e até de massa óssea”, adverte a nutricionista Fernanda Pisciolaro (SP).

Portanto, é importante consultar sempre seu médico ou nutricionista para dosar a quantidade ideal dessa vitamina para o seu organismo – o que varia conforme o peso, a idade, o sexo etc.

Informações parciais. Confira o texto na íntegra, acessando o site: http://corpoacorpo.uol.com.br

Alcoolismo

Do ponto de vista médico, o alcoolismo é uma doença crônica, com aspectos comportamentais e socioeconômicos, caracterizada pelo consumo compulsivo de álcool, na qual o usuário se torna progressivamente tolerante à intoxicação produzida pela droga e desenvolve sinais e sintomas de abstinência, quando a mesma é retirada.

alcoolismo (1)

Fatores genéticos

Sem desprezar a importância do ambiente no alcoolismo, há evidências claras de que alguns fatores genéticos aumentam o risco de contrair a doença.

O alcoolismo tende a ocorrer com mais frequência em certas famílias, entre gêmeos idênticos (univitelinos), e mesmo em filhos biológicos de pais alcoólicos adotados por famílias de pessoas que não bebem.

Estudos mostram que adolescentes abstêmios, filhos de pais alcoólicos, têm mais resistência aos efeitos do álcool do que jovens da mesma idade, cujos pais não abusam da droga.

Muitos desses filhos de alcoólicos se recusam a beber para não seguir o exemplo de casa. Quando acompanhados por vários anos, porém, esses adolescentes apresentam maior probabilidade de abandonar a abstinência e tornarem-se dependentes.

Filhos biológicos de pais alcoólicos criados por famílias adotivas têm mais dificuldade de abandonar a bebida do que alcoólicos que não têm história familiar de abuso da droga.

Intoxicação Aguda

O álcool cruza, com liberdade, a barreira protetora que separa o sangue do tecido cerebral. Poucos minutos depois de um drinque, sua concentração no cérebro já está praticamente igual à da circulação.

Em pessoas que não costumam beber, níveis sangüíneos de 50mg/dl a 150 mg/dl são suficientes para provocar sintomas. Esses, por sua vez, dependem diretamente da velocidade com a qual a droga é consumida, e são mais comuns quando a concentração de álcool está aumentando no sangue do que quando está caindo.

Os sintomas da intoxicação aguda são variados: euforia, perda das inibições sociais, comportamento expansivo (muitas vezes inadequado ao ambiente) e emotividade exagerada. Há quem desenvolva comportamento beligerante ou explosivamente agressivo.

Algumas pessoas não apresentam euforia, ao contrário, tornam-se sonolentas e entorpecidas, mesmo que tenham bebido moderadamente. Segundo asestatísticas, essas quase nunca desenvolvem alcoolismo crônico.

Com o aumento da concentração da droga na corrente sanguínea, a função do cerebelo começa a mostrar sinais de deterioração, provocando desequilíbrio, alteração da capacidade cognitiva, dificuldade crescente para a articulação da palavra, falta de coordenação motora, movimentos vagarosos ou irregulares dos olhos, visão dupla, rubor facial e taquicardia. O pensamento fica desconexo e a percepção da realidade se desorganiza.

Quando a ingestão de álcool não é interrompida surgem: letargia, diminuição da frequência das batidas do coração, queda da pressão arterial, depressão respiratória e vômitos, que podem ser eventualmente aspirados e chegar aos pulmões provocando pneumonia entre outros efeitos colaterais perigosos.

Em não-alcoólicos, quando a concentração de álcool no sangue chega à faixa de 300mg/dl a 400 mg/dL ocorre estupor e coma. Acima de 500 mg/dL, depressão respiratória, hipotensão e morte.

Metabolismo do álcool

O metabolismo no fígado remove de 90% a 98% da droga circulante. O resto é eliminado pelos rins, pulmões e pele.

Um adulto de 70kg consegue metabolizar de 5 a 10 gramas de álcool por hora. Como um drinque contém, em média, de 12 a 15 gramas, a droga acumula-se progressivamente no organismo, mesmo em quem bebe apenas um drinque por hora.

O álcool que cai na circulação sofre um processo químico chamado oxidação que o decompõe em gás carbônico (CO2) e água. Como nesse processo ocorre liberação de energia, os médicos recomendam evitar bebidas alcoólicas aos que desejam emagrecer, uma vez que cada grama de álcool ingerido produz 7,1 kcal, valor expressivo
diante das 8kcal por grama de gordura e das 4kcal por grama de açúcar ou proteína.

Usuários crônicos de álcool costumam nele obter 50% das calorias necessárias para o metabolismo. Por isso, frequentemente desenvolvem deficiências nutricionais de proteína e vitaminas do complexo B.

Tolerância e alcoolismo crônico

A resistência aos efeitos colaterais do álcool está diretamente associada ao desenvolvimento da tolerância e ao alcoolismo.

Horas depois da ingestão exagerada de álcool, embora a concentração da droga circulante ainda esteja muito alta, a bebedeira pode passar. Esse fenômeno é conhecido como tolerância aguda.

O tipo agudo é diferente da tolerância crônica do bebedor contumaz, que lhe permite manter aparência de sobriedade mesmo depois de ingerir quantidades elevadas da droga. Doses de álcool entre 400mg/dl e 500 mg/dl, que muitas vezes levam o bebedor ocasional ao coma ou à morte, podem ser suportadas com sintomas mínimos pelos usuários crônicos.

Diversos estudos demonstraram que as pessoas capazes de resistir ao efeito embriagante do álcool, estatisticamente, apresentam maior tendência a tornarem-se dependentes.

Informações parciais. Confira o texto na íntegra, acessando o site: http://drauziovarella.com.br


Twitter @vivamelhor

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se aos outros seguidores de 2.164

Calendário

setembro 2020
S T Q Q S S D
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Arquivos

Estatísticas do Blog

  • 998.345 hits

%d blogueiros gostam disto: