Posts Tagged 'Vista Cansada'

Como identificar e tratar o estrabismo, o problema que pode prejudicar a visão

O estrabismo é um desvio nos olhos que pode acontecer em qualquer idade. Se não for tratado adequadamente, o problema pode prejudicar a visão.

strabismus-950x514

 

O aposentado, Dionísio Tolomei, por exemplo, tem 73 anos e descobriu que tinha estrabismo há dois anos. Logo que percebeu uma alteração na visão, ele conta que procurou orientação médica imediatamente. “Quando falavam comigo ou quando eu fixava para responder, eu fechava uma vista para falar. Então comecei a sentir que ficava fora de foco se estivesse olhando com as duas vistas. Ai eu fechava um olho automaticamente para poder ver a pessoa. Procurei uma oftalmologista para eu fazer o tratamento. É o exercício que eu faço. A leitura uma das vistas tampada leio durante meio hora, com uma das vistas, depois leio meia hora com a outra vista, e depois com as duas. Já melhorei muito eu comecei o tratamento agora e vamos continuar o tratamento”.

A oftalmologista do Hospital Federal da Lagoa no Rio de Janeiro, Roberlí Bicharra, diz que o seu Dionísio fez bem em procurar por um oftalmologista quando percebeu que poderia ter estrabismo. “O estrabismo é uma emergência. Quando você identifica uma criança estrábica, ou um adulto, logo tem que ir ao médico, tem que tratar imediatamente para evitar a baixa visual que acontece por falta de uso do olho. Se o estrabismo começa antes do 5 anos, que a visão está desenvolvendo, e se você não trata neste período, você faz com que a visão não desenvolva bem nesse olho e depois você não consegue mais reverter o quadro”.

A oftalmologista, Roberlí Bicharra, também explica que o estrabismo pode ser tratado com uso de óculos, exercício para os olhos ou cirurgia.”Isso pode ser revertido com a melhora da própria doença que causa isso, um trauma, uma doença metabólica, problema de tireoide, por exemplo, um traumatismo, um diabetes, um AVC e o olho pode depois retornar a posição normal ou então você tem que ajudar através de exercício ortótico ou mesmo com uso de prismas e até, se não melhorar e for um ângulo importante, você utilizar a cirurgia”.

O Ministério da Saúde em parceria com o Ministério da Educação criaram o programa Olhar Brasil para oferecer assistência oftalmológica gratuita para a população.

Informações parciais. Confira o texto na íntegra, acessando o site: http://www.blog.saude.gov.br/

Visite nosso site: http://www.vivamelhoronline.com.br

Oftalmologista dá dicas para evitar a vista cansada no trabalho

Trabalhadores que passam a jornada de trabalho em frente a computadores costumam sentir a visão embaçada, ter dificuldade para enxergar, oscilação da visão, ardência, lacrimejamento, dores de cabeça constantes ou olhos pesados ao final da jornada. Estes sintomas podem ser ocasionados pela chamada vista cansada.

180
De acordo com o oftalmologista Richard Yudi Hida, chefe do Setor de Catarata do Departamento de Oftalmologia da Santa Casa de São Paulo, a vista cansada surge pela diminuição da frequência do piscar, que pode ocasionar ressecamento dos olhos, olho vermelho, coceira, lacrimejamento, maior sensibilidade à luz e sensação de peso nas pálpebras.

— O incomodo é gerado pela má lubrificação e aumento da evaporação, diretamente ligada à atividade ocular interativa e estática dos olhos. Os sintomas podem se agravar se também estiverem presentes fatores como o estresse, a presbiopia (dificuldade em enxergar de perto devido a idade), o cansaço, a falta de sono, além da frequente exposição ao ar condicionado e à poluição — explica.

O especialista destaca que pessoas que trabalham em ambientes fechados, com ar condicionado, costumam ser acometidas pela vista cansada, pois o ar gelado e seco desencadeia o ressecamento dos olhos, expondo a superfície ocular da córnea.

Confira as dicas para evitar a vista cansada e aumentar a produtividade no trabalho:

* Piscar – Piscar várias vezes ajuda a lubrificar os olhos e previne irritações oculares. Quando estiver diante do computador, procure realizar intervalos de um ou dois minutos a cada 2 a 3 horas para descansar os olhos, piscando várias vezes seguidas e olhando para longe (mais que 6 metros)

* Iluminação – Controlar a iluminação também ajuda. Quando estiver usando um microcomputador, evite luzes que promovam reflexos na tela do microcomputador ou na mesa em que o mesmo está apoiado. Observe a intensidade das lâmpadas do ambiente e prefira a entrada de luz natural da janela. Equilibrar o contraste do ambiente com o do computador ajuda também a cansar menos o olho.

* Brilho – Reduzir o brilho produzido pelas superfícies planas e pela tela do computador é uma dica importante. Hoje, a maioria das telas dos computadores têm pouco reflexo. Aumentar a frequência de varredura do monitor (em Hz) pode reduzir o cansaço dos olhos (colocar acima de 70 Hz).

* Descanso e boa qualidade do sono – A privação do sono aumenta o risco de cansaço ocular. Ficar um longo tempo com os olhos abertos e passar noites em claro, afeta temporariamente a superfície ocular e a musculatura responsável para “focar” objetos, podendo causar sintomas como dores de cabeça, ardência, olho vermelho, lacrimejamento e oscilação da visão.

Informações parciais. Confira o texto na íntegra, acessando o site: http://diariogaucho.com.br/

Visite nosso site: http://www.vivamelhoronline.com.br

Vista cansada atinge principalmente usuários de computador

A maioria das pessoas hoje passa muito tempo usando o computador, seja nas horas de navegação em casa ou no escritório. Por conta disso, é comum que surjam queixas como dor de cabeça, olhos cansados, olhos secos e visão embaçada, que são sintomas associados ao que os oftalmologistas chamam de “Síndrome da Visão de Computador”, porém, do ponto de vista científico, esse diagnóstico não existe. Na verdade, o uso do computador leva ao cansaço da visão, da mesma forma que a leitura prolongada de um livro.

IE142-058

O cansaço é uma reação natural dos olhos à tensão a que são submetidos, já que o usuário precisa forçá-los constantemente para conseguir foco e enxergar imagens bem definidas a partir de pontos minúsculos do computador chamados pixels. Juntamente com a tendinite, causada pela repetição de movimentos do mouse e no teclado, a Síndrome da Visão de Computador é uma das características da força de trabalho moderna.

Agravantes do problema

O ambiente e as condições de trabalho – ar-condicionado muito forte e luz inadequada, por exemplo – influem de maneira significativa nas alterações do filme lacrimal – uma película de lágrima que fica sobre a córnea, responsável pela manutenção da umidade dos olhos, indispensável para uma boa visão. A Síndrome do Olho Seco está diretamente relacionada à variação no número de piscadas durante o período de uso. O número normal de piscadas de um indivíduo está entre 15 a 20 piscadas por segundo, mas cai de 10% a 30% durante o trabalho.

Essa diferença no número de piscadas é uma das causas para o ressecamento da superfície ocular. Um portador da síndrome do olho seco pode ter esse diagnóstico piorado por conta do uso excessivo do computador.

Piscar é fundamental, pois faz a troca do filme lacrimal. A medicina recomenda uma pausa de pelo menos 10 minutos a cada hora trabalhada, para que o profissional relaxe e volte a piscar normalmente.

Os sintomas da fadiga visual também costumam aparecer em pessoas que ficam muitas horas jogando vídeo game e em pessoas que necessitam de óculos em atividades que exigem esforço visual, mas que acabam não usando. É recomendável piscar mais os olhos também quando se assiste a um filme no cinema ou na TV.

Além dos sintomas de olho seco, as longas horas diante do monitor provocam o cansaço da visão, cientificamente conhecido como astenopia. Já o foco prolongado, resultado de muito tempo em frente ao computador trabalhando com imagens ou coisas que necessitem um olhar mais apurado, causa sintomas como dor-de-cabeça frontal, episódios de embaçamento e desconforto visual.

A posição do monitor também pode afetar a exposição do olho. O ideal é que o monitor fique um pouco abaixo da linha dos olhos, forçando as pálpebras superiores a diminuir a área de exposição.

Como amenizar os efeitos

Os efeitos do uso do computador sobre a visão já estão tão presentes que foi criada uma área da ciência multidisciplinar para estudá-los, e seu nome é Ergoftalmologia. O objetivo é propor um melhor relacionamento entre a visão e o trabalho. No dia-a-dia, entretanto, bom senso e algumas medidas simples podem poupar os olhos de quem passa horas diante da tela do computador. Veja as recomendações da equipe de Oftalmologia do IMO (Instituto de Moléstias Oculares):

– Um bom começo é diagnosticar as causas para a Síndrome da Visão de Computador e eliminá-las do local de trabalho;

-Portadores da Síndrome do Olho Seco não devem esquecer das lágrimas artificiais, que ajudam a manter os olhos lubrificados durante o dia;

-Quem tem desconforto visual ou dor de cabeça deve fazer pausas durante o período de utilização do computador, olhando para um ponto no horizonte que esteja a uma distância de pelo menos 6 metros. Essa medida proporciona o relaxamento do músculo;

  • É preciso evitar ventiladores ou ar condicionado direto sobre o rosto quando se está no computador
  • É recomendável o uso de proteção de tela para controlar a luminosidade
  • A posição da máquina deve estar à altura ou um pouco abaixo da linha dos olhos, nunca acima. Caso o equipamento fique acima dos olhos, ocorre um aumento da fenda palpebral, o que, além de evaporar a lágrima mais rapidamente, causa uma exposição maior dos olhos
  • Para aqueles que utilizam lentes de contato e trabalham com computador em ambientes com ar condicionado, é necessário fazer uso de colírio lubrificante para amenizar os sintomas da fadiga visual
  • O usuário de computador deve fazer consultas oftalmológicas periodicamente e evitar a automedicação para resolver o mal estar causado pela vista cansada.
Informações parciais. Confira o texto na íntegra, acessando o site:  http://www.minhavida.com.br/

Usar o computador em um ambiente claro protege a Visão

O computador faz parte do dia a dia da maioria das pessoas, seja para trabalhar, estudar ou até mesmo por lazer.

proteger-sua-visao-do-computador

Porém, o mau uso desse aparelho pode prejudicar principalmente os olhos e, por isso, é preciso tomar alguns cuidados. Uma dica importante é optar por ambientes mais claros e com a luz mais difusa na hora de se conectar para agredir menos os olhos e proteger a visão, como explicou o oftalmologista Samir Bechara.

Isso acontece porque a claridade faz a pupila se fechar e ficar mais protegida, melhorando a visibilidade. Além disso, com o ambiente todo iluminado, a luz direcional do computador se torna menos agressiva – manter janelas abertas e luzes acesas são algumas medidas que ajudam a criar esse espaço, por exemplo. No entanto, o oftalmologista Emerson Castro alerta para os focos de luz que não devem estar virados diretamente aos olhos, assim como os aparelhos de ar-condicionado ou ventiladores.

visaoxcomputador

Entre os problemas que o uso do computador pode causar, está o olho seco. Porém, o alerta vai para o uso de colírio, que deve ser apenas o de lágrima artificial indicado pelo médico. O uso de colírios sem orientação pode até piorar o problema e, por isso, é bom evitar a automedicação.

Os médicos alertaram também para os cuidados com a visão das crianças. Segundo eles, o quanto antes for detectado o problema, melhor – isso porque a visão se desenvolve 90% nos dois primeiros anos de vida, época em que a criança aprende a fixar, movimentar e perceber a profundidade através dos olhos. Qualquer alteração não corrigida nessa fase pode trazer prejuízos para a visão no futuro.

Por isso, os bebês devem passar pelo teste do olhinho logo ao nascer e, quando crescem, devem fazer avaliações oftalmológicas frequentemente.

Caso seja detectado que um dos olhos não funciona direito, é importante iniciar rapidamente o tratamento que, na maioria das vezes, é feito com o uso dos tampões. Eles podem ajudar, inclusive, no estrabismo na infância.

Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade

O psiquiatra Daniel Barros também esteve no Bem Estar para comentar sobre o TDAH, transtorno que se torna um obstáculo para as atividades do dia a dia. Quem tem esse problema fica distraído por qualquer coisa e esquece rapidamente de coisas importantes. Além disso, o médico explicou que a pessoa fica também muito impulsiva e tem dificuldade de planejar tarefas.

Porém, o diagnóstico desse transtorno não é fácil e exige uma avaliação com uma equipe de profissionais, como médicos, psicólogos e até professores, no caso das crianças. O tratamento, além dos remédios, inclui também técnicas específicas para melhorar a concentração e também diminuir o estresse.

No caso dos menores, é preciso investigar primeiro se eles têm também problemas visuais, de respiração, sono ou deficiência de nutrientes já que tudo isso pode contribuir para esse comportamento inadequado e fazer os pais confundirem o quadro com o TDAH. Por outro lado, a criança também pode ter realmente o TDAH e esses problemas associados, o que piora o prognóstico.

Abaixo, há um teste que pode funcionar apenas como um alerta para identificar os primeiros sintomas do problema, mas que não substitui a consulta com um especialista e não funciona como diagnóstico.

Informações parciais. Confira o texto na íntegra, acessando o site:  http://g1.globo.com/bemestar/

Visite nosso site: http://www.vivamelhoronline.com.br


Twitter @vivamelhor

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se aos outros seguidores de 2.164

Calendário

agosto 2020
S T Q Q S S D
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Arquivos

Estatísticas do Blog

  • 994.816 hits

%d blogueiros gostam disto: