Posts Tagged 'planejamento'

Saiba como cuidar da saúde antes da viagem

Viajar é uma delícia, seja para conhecer um lugar novo e explorar culturas diferentes ou para voltar para aquele lugar que tanto amamos. Mas antes de arrumar a mala é importante pensar na saúde.

wallpaper-1188377-1030x579

O primeiro ponto do planejamento é saber se a saúde está em dia, principalmente para quem tem alguma doença pré-existente.Se alguns dias antes da partida contrair alguma doença infecciosa aguda tente adiar até ficar melhor. Afinal, se já é complicado ficar doente em casa, imagina em um lugar desconhecido?

Se fizer uso de medicamentos sob prescrição médica, revalide a receita e adquira os medicamentos na quantidade suficiente para toda a viagem, pois nem sempre é possível adquirir medicamentos em outros países, sem prescrição médica local. Lembre-se de levar, preferivelmente na bagagem de mão, na caixa original para melhor identificação, caso necessário. Na receita deve constar o mesmo nome identificado no cartão de embarque.

Fique atento ao volume individual dos recipientes, pois, pelas normas de segurança aérea, somente é permitido levar na bagagem de mão medicamentos essenciais acompanhados de prescrição médica; medicamentos que não necessitam de prescrição médica: colírio, solução fisiológica para lentes de contato, etc. (desde que não excedam 120ml ou 4oz); insulina e líquidos especiais ou gel, para passageiros diabéticos, acompanhados de prescrição médica (desde que não excedam 148 ml ou 5oz).

Em caso de viagens internacionais, certos países mantêm com o Brasil acordos internacionais recíprocos, que permitem o atendimento de cidadãos brasileiros pelas redes públicas de saúde. Para saber mais sobre o Certificado de Direito a Assistência Médica, acesse http://sna.saude.gov.br/cdam/. Considere ainda a possibilidade de contratar um seguro internacional de saúde particular.

:: Vacinas

Vale lembrar que alguns países ainda sofrem com doenças que o Brasil já erradicou ou tem baixa incidência. Por isso consulte as vacinas necessárias para o destino e confira se as suas estão em dia. Um exemplo é a medida de controle da febre amarela, alguns países exigem dos viajantes o “Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia” para o ingresso em seu território. Esta vacina deve ser administrada pelo menos dez dias antes da viagem.

Para a emissão do “Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia” (CIVP), você deverá procurar os Centros de Orientação ao Viajante da Anvisa, levando o seu Cartão Nacional de Vacinação e um documento de identificação oficial com foto. O certificado internacional só será válido para ingresso no país estrangeiro após dez dias a contar da data da vacinação contra febre amarela.

Outras também poderão ser recomendadas como medida preventiva ao viajante que se desloca para áreas de risco. Informe-se se existe essa indicação para o destino da sua viagem. A rede pública do Sistema Único de Saúde oferece vacinas eficazes e gratuitas. É bom lembrar que as vacinas geralmente têm um período, que varia entre 10 dias e 6 semanas, até atingir a proteção esperada. Por isso, devem ser aplicadas com a devida antecedência à viagem.

Depois de conferir os assuntos relacionados à saúde é só arrumar a mala e aproveitar a viagem!

Informações parciais. Confira o texto na íntegra, acessando o site: http://www.blog.saude.gov.br/

Visite nosso site: http://www.vivamelhoronline.com.br

Seja Feliz no Trabalho

Campanha-DIA-DO-TRABALHO-2013

Curso de Planejamento Estratégico Sustentável – 20 e 21 de Agosto

Carnaval: Dicas Para Aproveitar Sem Prejudicar o Orçamento

Já estamos com um pé no Carnaval e a folia está rondado o Brasil desde o início deste ano. Em Recife, as batucadas não cessam desde o Natal de 2011 e estamos recebendo visitas de todo o mundo, este mês.

É claro que apenas queremos ser felizes e brincar muito. Mas para a alegria durar o resto no ano, o Viva Melhor estará postando algumas dicas que todos estão carecas de ouvir mas alguns se recusam a entender e outros acabam se esquecendo…daí que o bicho pega. Então, lá vai. Para que o seu Carnaval seja, de fato, somente um momento de muito brilho e curtição!

Confira dicas para aproveitar o feriado sem prejudicar o orçamento

Boa parte dos problemas financeiros pessoais está ligada à má gestão do orçamento em momentos de festividades, como o Carnaval. Assim, para aproveitar essa data e evitar uma “ressaca” no seu bolso, vale a pena observar algumas dicas.

A recomendação dos especialistas gira em torno de duas atitudes fundamentais: planejamento e organização. Comprar por impulso e não observar seu orçamento mensal possivelmente vão comprometer sua vida financeira.

“É muito comum, nessa época do ano, as pessoas fazerem dívidas que não conseguem liquidar e que comprometem o crédito por um bom tempo. Por isso, é fundamental o planejamento financeiro para conseguir se divertir, sem prejudicar o seu orçamento mensal”, explica a diretora de recuperação da TeleCheque, Dirlene Martins.

Durante o Carnaval, portanto, apesar de ser um momento de descanso e lazer, não se deve descuidar da gestão dos gastos. Caso contrário, quando você retornar da viagem, terá muitos problemas para lidar. “Utilize o crédito de forma consciente, antecipe sonhos e evite pesadelos. Tudo é uma questão de planejamento e organização”, recomenda Dirlene.

Pensando nisso, o educador financeiro Reinaldo Domingos elaborou uma lista de dicas para retornar do Carnaval com as finanças em ordem. Confira:

1. Dentro do orçamento – escolha um local de acordo com suas reais condições financeiras; não adianta querer esbanjar em um evento fora de sua realidade e depois ter de arcar com dívidas;

2. Planejando as festas – leve para as noites apenas um limite de dinheiro contado, pois, no impulso, sempre se gasta mais do que pode;

3. Organizando eventos – organize eventos pré-bailes e festas em casas de amigos ou em sua própria casa, economizando assim no consumo de comes e bebes;

4. Cuidado com os excessos – se for beber, pegue um táxi ou deixe que um amigo que não beba dirija; evite os riscos e custos de multas e acidentes. A saúde deve ser a prioridade;

5. Esteja pronto para imprevistos – reserve sempre 20% a mais do que gastará para imprevistos. Esta reserva proporcionará mais tranquilidade, mas só deverá ser gasta em última necessidade;

6. Divida as despesas – se reúna com amigos e divida as despesas; o Carnaval é uma festa que é muito melhor e mais barata quando a compartilhamos;

7. Gaste menos – limitar as bebidas alcoólicas evita ressaca e gastos, pois este é o item com que as pessoais mais gastam e normalmente perdem o limite;

8. Dinheiro – evite levar para as festas grandes quantias de dinheiro, cartões e objetos de valor. No meio da folia você poderá perder os documentos ou mesmo ser furtado. O pouco que levar ponha em locais de confiança;

9. Use a criatividade – se estiver sem dinheiro e quiser se fantasiar, busque usar a imaginação, economizando neste item. Reciclar é uma ótima pedida;

10. Evite dívidas – evite fazer dívidas por causa de Carnaval; quatro dias de festa não podem se refletir em muitos meses de dívidas.

Fonte: Yahoo Brasil

Vídeo: “Você é do Tamanho dos seus Sonhos”

 

A todos os leitores, um Feliz 2012 da equipe do Viva Melhor Online.

 

O vídeo traz uma breve amostra da palestra sobre o livro “Você é do Tamanho dos seus Sonhos” de César Souza

Diferencial é ser antes o que todos podem ser depois

Por Max Gehringer 

 

MEU AVÔ ANTONIO, QUE DEUS O TENHA, ERA MECÂNICO E conseguiu seu primeiro emprego na década de 1920, quando ele tinha 16 anos de idade. Numa seleção em que havia uma dúzia de candidatos mais velhos e mais experientes do que ele, meu avô se destacou por um simples motivo: ele sabia ler e escrever. E, na época, só um, de cada mil brasileiros, sabia ler e escrever. Meu pai, que também era mecânico, conseguiu o primeiro emprego dele porque, além de ter o primeiro grau completo, ele sabia ler manuaisem inglês. Esó isso o tornava diferente dos outros pretendentes à vaga. Eu consegui meu primeiro emprego porque tinha um curso universitário. Eu me formei em uma escola sem nome e sem prestígio, mas – e daí? – naquela época, pouca gente tinha formação superior, e minha formação me diferenciava. Em termos de cursos, o importante não é qual, é quando. Hoje, para quem ambiciona uma carreira de sucesso, ter um diploma universitário deixou de ser tão diferencial. É apenas mais um passo escada acima, mas passou a ser um degrau intermediário, porque a escada aumentou de tamanho. E continua aumentando a cada ano que passa. Quando alguém me pergunta que curso deveria fazer, eu respondo: “Chinês”. Por que a China será a grande potência mundial do século XXI?, a pessoa me pergunta. Não, eu respondo, porque só um em cada 5 milhões de brasileiros sabe falar chinês. Num processo de seleção, se todos os candidatos tiverem faculdade, se todos souberem falar inglês, se todos tiverem conhecimento de informática, e se só um souber falar chinês, a chance desse um ser admitido é enorme. O mercado de trabalho não mudou desde os tempos de meu avô Antonio e a regrinha básica continua a mesma: faça o que todo mundo está fazendo, mas faça pelo menos uma coisa que só uns poucos fizeram. Essa coisa é o que se chama de diferencial.

Fonte: O melhor de Max Gehringer na CBN

Os 20% que fazem e os 80% que esperam

Por Max Gehringer

SE DIVIDE em grupos de dez funcionários. De cada dez, dois trabalham para acelerar os negócios. Outros dois fazem o possível para brecar todas as iniciativas dos dois que querem acelerar. E os outros seis só acompanham a maré. É evidente que os dois que aceleram têm que trabalhar em dobro, por eles e pelos dois que brecam. Uma empresa de sucesso é aquela que identifica e neutraliza os dois funcionários que querem deixar tudo como está. Normalmente, essas duas pessoas não confiam nelas mesmas. E essa insegurança faz com que elas tenham um empecilho para qualquer idéia. A especialidade delas é produzir desculpas. Estão sempre solicitando mais dados para retardar uma decisão, sugerindo reuniões para discutir melhor o assunto, ou pedindo um relatório escrito sobre algo que poderia ser conversado em três minutos. E como as empresas agem com relação a essas duas pessoas? Normalmente, de duas maneiras, e ambas incorretas. Ou fazem de conta que o problema não existe, ou demitem. Demitir, simplesmente, pode ser um erro, porque essas duas pessoas podem ter conhecimentos técnicos valiosos. Além disso, não importa quem seja contratado no lugar delas, a regra dos dez vai continuar existindo e vão aparecer outras duas pessoas em cada dez para tentar brecar o progresso. As empresas mais produtivas são as que incentivam as duas pessoas que querem empurrar e isolam as duas que querem brecar. Assim, os seis que vão para onde o vento estiver soprando se alinharão com as duas mais produtivas. Por outro lado, quando uma empresa resolve dar poder aos dois que só querem manter tudo como está, os seis neutros se juntam a eles, e não há negócio que resista a 80% de funcionários em marcha lenta. E, pior de tudo, os dois que realmente trabalham não agüentam e vão embora. Ou ficam, mas vivem estressados e com insônia, porque é duro tentar plantar quando oito não querem colher.

Fonte: Livro – O melhor de Max Gehringer na CBN


Twitter @vivamelhor

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se aos outros seguidores de 2.164

Calendário

dezembro 2020
S T Q Q S S D
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Arquivos

Estatísticas do Blog

  • 1.007.126 hits

%d blogueiros gostam disto: