Posts Tagged 'catarata'

Dia Mundial da Saúde Ocular 2017

Pixabay óculos reading-glasses-452543_1920

10 de Julho é Dia Mundial da Saúde Ocular. Em 5 e 25 de maio falamos, respectivamente, sobre o Glaucoma e, aproveitando o Dia do Oftalmologista, postamos um vídeo sobre o método Schneider de reeducação dos olhos. A Saúde Ocular é um tema que nos leva à conteúdos riquíssimos, tanto práticos quanto teóricos mas sempre interessantes e em constante atualização. Portanto, vamos lá falar no assunto, novamente, mas com novos números e novas dicas.

São 4 milhões de deficientes visuais sérios e 1,1 milhão de pessoas atingidas pela cegueira, no Brasil. 90% delas fazem parte da população mais pobre do país. Segundo o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), isto ocorre devido à falta de informação e de acesso à medicina e à tecnologia. A região Nordeste apresenta o maior número de pessoas com catarata, uma das doenças oculares que mais acometem idosos (47%) e levam à cegueira quando não tratadas. Muitas fraturas no fêmur em pessoas idosas estão associadas ao fato delas não enxergarem bem ao andar nas ruas, subir e descer calçadas e escadas.

Problemas oftalmológicos também estão associados às altas taxas de depressão e às dificuldades para a realização das atividades diárias. Portanto, cuidar dos olhos tem grande impacto no nosso bem-estar geral.

Dicas de Saúde Ocular

  1. Durma bem: pelo menos 8 horas para evitar vermelhidão ocular, vista cansada e inchaços.
  2. Evite bebidas alcoólicas: o álcool favorece o envelhecimento precoce das células oculares.
  3. Tenha alimentação balanceada: ingestão de vegetais verdes escuros favorecem vitaminas benéficas para a retina.
  4. Use óculos com proteção ultravioletas (UV): a luz UV causa o envelhecimento e o desenvolvimento de doenças degenerativas precoces da retina, além de provocar a catarata.
  5. Cuidado com a baixa umidade do ar: ventiladores e aparelhos de ar condicionado ressecam ainda mais os olhos. O uso de colírios lubrificantes pode ser uma boa opção.
  6. Se necessário, use óculos de grau: quando necessários, óculos de grau devem ser utilizados para evitar incômodos como dores de cabeça e cansaço das vistas.
  7. Consulte seu oftalmologista anualmente: pelo menos uma vez por ano é recomendável que avalie a qualidade e as condições da sua visão. Além de atualizar o grau dos óculos, os exames analisam a pressão intraocular e a retina.

 

Fonte da imagem: Pixabay

Informações parciais das fontes:

http://visaoinstitutos.com.br/destaques/7-dicas-para-manter-a-saude-ocular

https://www.hospitaldeolhos.com.br/seus-olhos/post/dia+mundial+da+visão%3A+08+de+outubro

https://www.iapb.org/vision-2020

Anúncios

Essenciais para a Saúde dos Olhos

Pixabay olhos beautiful-2314_1920

Presentes na cenoura, abóbora, mamão, peixes e castanhas, a vitamina A, E e o ômega 3, são considerados nutrientes essenciais para manter os olhos saudáveis e prevenir problemas como: olho seco, glaucoma, degeneração macular, além de servirem de escudo contra doenças como diabetes e pressão alta.

Confira os detalhes destes alimentos protetores, abaixo:

Alimentos Alaranjados: como cenoura, abóbora e mamão.

Estes são ricos em vitamina A e betacaroteno. Funcionam como antioxidantes que protegem a retina dos olhos além de manterem a pele mais saudável.

Óleo de Linhaça e Peixes: como salmão, sardinha, cavala, truta e atum.

Ricos em ômega 3, os peixes e o óleo de linhaça ajudam na prevenção contra a Síndrome do Olho Seco, melhoram a circulação sanguínea, aumentando a quantidade de oxigênio e nutrientes enviados para as células dos olhos.

Alimentos Verdes: como couve, brócolis e espinafre.

Ricos em luteína e zeaxantina, estes alimentos melhoram a percepção de brilho e facilitam a visão à distância. Contêm também o ácido fólico, mineral que estimula a produção de sangue e previne anemias, aumentando a quantidade de oxigênio recebido pelas células dos olhos.

Temperos Naturais: como cebola, alho e gengibre.

São altamente benéficos para a circulação sanguínea e controle do colesterol. Previnem contra a pressão alta e diabetes, que podem causar doenças oculares como glaucoma e catarata.

Informações parciais da fonte: http://www.tuasaude.com/alimentos-para-os-olhos/

 

 

 

Dicas simples de como cuidar melhor da saúde visual

Frame on eye chart

No dia 7 de maio é comemorado o Dia do Oftalmologista e para lembrar a data a oftalmologista Dra. Roberta Abdulmassih do HCO, deixa algumas orientações de como cuidar melhor da saúde visual. “São dicas simples, mas que fazem a diferença. Ter atenção com a saúde dos olhos pode prevenir o desenvolvimento de muitas patologias”, diz a especialista.

• Qual a importância do uso dos óculos escuros?

Os óculos escuros oferecem uma proteção contra a radiação ultra violeta do sol.
Esta radiação está relacionada com o desenvolvimento de várias patologias oculares, dentre elas, o pterígeo que é uma película que cresce no branco do olho, em direção à córnea, a catarata que é a opacificação do cristalino, lente natural do olho e a degeneração macular relacionada à idade que é uma doença do envelhecimento, complexa e séria da corioretina, na região macular que pode levar a uma baixa visual severa.

• Ter uma alimentação saudável e equilibrada colabora com a saúde dos olhos?

Sim. Ter uma alimentação saudável, praticar exercícios físicos e não fumar é bom também para a saúde ocular.

A ingestão de alimentos ricos em ômega 3 está relacionada a uma menor incidência da degeneração macular relacionada à idade e também colabora no tratamento do olho seco.
O pigmento amarelo que é encontrado no milho verde e na gema do ovo também é importante para a região macular e é usado no tratamento desta degeneração, assim como o beta caroteno encontrado nos vegetais folhosos de cor escura.

A degeneração macular relacionada à idade tem menor prevalência em indivíduos que tem hábitos saudáveis, praticam exercício físico, não são obesos, não são hipertensos ou controlam a hipertensão, não fumam e adotam hábitos saudáveis como a ingestão regular de peixes e verduras.

• Os olhos também precisam de descanso. Qual a necessidade do repouso ocular, principalmente para quem trabalha com computadores ou para crianças que usam frequentemente jogos eletrônicos?

Com relação ao uso de computadores e jogos eletrônicos, o recomendado é 10 minutos de descanso para cada 1 hora de uso, com o objetivo de evitar sintomas como cansaço ou fadiga. Mas o uso destes aparelhos sem o descanso não causa lesões oculares.

• O cuidado com a visão deve ser mantido em todas as fases de nossa vida, mas existem alguns cuidados especiais para crianças e adultos com mais de 40 anos?

Sim. Toda criança deve consultar o oftalmologista ao nascer para fazer o teste do olhinho e anualmente até os 7 anos para propiciar o desenvolvimento adequado da visão, prevenindo um quadro grave de olho fraco, a ambliopia, por falta de estímulo da visão na infância.

Após os 40 anos de idade, algumas doenças tem maior incidência e o exame propicia o diagnóstico e o tratamento. São elas a catarata, o glaucoma e a degeneração macular relacionada à idade.

A catarata é a maior causa de cegueira no num do e seu tratamento restituiu completamente a visão.

O Glaucoma provoca uma perda de visão irreversível e, portanto o diagnóstico precoce é fundamental para preservação da visão.

A degeneração macular relacionada à idade apresenta formas variadas da doença, mas em todas elas o acompanhamento e tratamento são fundamentais para a preservação da visão.

• Pessoas que usam lentes de contato devem ter um cuidado redobrado com a higiene. Quais os riscos do uso de lentes de contato, se não manuseadas de forma correta?

Felizmente as complicações sérias com o uso de lentes de contato são raras, mas ocorrem.

O oftalmologista é o único profissional adequado para orientar os cuidados e manuseios da lente de contato.

Vale ressaltar no entanto que elas requerem o uso de produtos específicos e não podem tomar contato com água de torneira.

Deve se evitar de dormir com as lentes de contato e ao causarem irritação devem ser retiradas. Caso persista a irritação, deve-se consultar o oftalmologista

• Deixe uma dica final ou orientação geral para as pessoas.

Cuide de sua visão, tenha hábitos saudáveis e visite seu oftalmologista anualmente.

Informações parciais. Confira o texto na íntegra, acessando o site: http://www.hco.med.br/

Visite nosso site: http://www.vivamelhoronline.com.br

7 doenças de olhos que podem ter diagnósticos precoces

Eles nos apresentam as cores, as formas, as paisagens, as pessoas. Apesar de serem tão importantes, os olhos costumam ser deixados de lado quando o assunto é saúde. É mais do que comum as pessoas procurarem um oftalmologista apenas ao perceberem que não estão enxergando tão bem de longe ou de perto, quando o ideal é que isso ocorra periodicamente. Só assim há a possibilidade de diagnósticos precoces, evitando que possíveis problemas se agravem e evoluam até mesmo para a cegueira.

olhos-dreamstime-glaucoma-10370

O primeiro exame oftalmológico deve ser realizado logo que a criança nasce e pelo próprio pediatra. “É o exame do reflexo vermelho, que pode detectar, por exemplo, tumores, catarata congênita (opacificação do cristalino), glaucoma congênito (aumento da pressão nos olhos), leucocoria (reflexo pupilar branco) e infecções, como a toxoplasmose, que a mãe contaminada pode passar ao filho e causar uma cicatriz no fundo do seu olho”, afirma Rodrigo Angelucci, professor de oftalmologia da Faculdade de Medicina do ABC. De forma geral, os pequenos têm de visitar o médico especialista em olhos a cada seis meses até completar 10 anos. A partir de então, as consultas passam a ser anuais.

No caso dos adultos, os oftalmologistas ficam atentos às ametropias (miopia, hipermetropia e astigmatismo), catarata, glaucoma, retinopatia diabética e hipertensiva (alterações no fundo do olho relacionadas a diabetes e a hipertensão arterial) doenças degenerativas, entre outras. “Se o paciente notar qualquer problema no olho, mesmo sendo leve, deve procurar um médico também”, ressalta Angelucci.

Como prevenir é sempre a melhor alternativa, o professor lista algumas dicas para colaborar com os olhos. Uma delas é evitar coçá-los, porque o ato possibilita o surgimento de lesões na córnea e retina, levando à cegueira em casos mais graves. Sempre que receitado, use óculos ou lentes, caso contrário os resultados são dores de cabeça, olhos cansados e secos. Mantenha também uma dieta balanceada e invista em alimentos com ômega-3, zinco, selênio e vitaminas A e E. Portanto, inclua no cardápio carnes vermelhas, peixes, verduras escuras (como couve e espinafre), cenoura e frutas.

Doenças

Confira sete doenças que podem ser detectadas com exames periódicos, de acordo com Rodrigo Angelucci, professor de oftalmologia da Faculdade de Medicina do ABC:

Ametropia:

erro de refração ocular, como miopia (não enxerga claramente de longe), hipermetropia (não enxerga claramente de perto) e astigmatismo (visão distorcida de longe e de perto). Os problemas de visão podem ser corrigidos com o uso de óculos, lentes e cirurgias a laser.

Catarata:

é a opacificação do cristalino, que geralmente acontece após os 60 anos, mas algumas crianças podem já nascer com o problema. “Todas as pessoas terão catarata algum dia, umas mais cedo e outras mais tarde. É um desgaste natural”, afirma o médico. O tratamento é cirúrgico e consiste em remover a catarata e implantar uma lente intraocular.

Estrabismo:

a criança pode nascer estrábica (vesga, como é chamada popularmente) e, em alguns casos, isso tem relação com alguma doença ocular, como tumor e glaucoma congênito. Há também a chance de aparecer após os seis meses de vida. Se notar qualquer sinal de desvio dos olhos dos filhos, procure um médico. O tratamento consiste em usar tampão e óculos. Se não resolver, a solução é a cirurgia. Caso não cuide, o incômodo estético permanece, além da possibilidade de prejudicar a visão.

Glaucoma:

é o aumento da pressão nos olhos, que, se não for tratado, pode levar à perda gradual e irreversível da visão. “Os fatores de risco para desenvolver a doença são hipertensão, idade acima de 40 anos, diabetes, histórico familiar, raça negra, longo tratamento com esteroides e/ou altos graus de miopia”, de acordo com a Sociedade Brasileira de Oftalmologia. Há a possibilidade de bebês nascerem com a doença. O tratamento consiste no uso de colírios. Ainda há como alternativas o laser e a realização de cirurgias.

Leucocoria (reflexo pupilar branco):

o exame do reflexo vermelho possibilita a identificação do problema, que é o reflexo branco da pupila. Em crianças maiores, há a possibilidade de perceber o reflexo branco em fotos comuns. Pode ser sinal de tumor ou de retinopatia da prematuridade (alteração no crescimento da retina), por exemplo. O tratamento depende da avaliação do oftalmologista e pode ser clínico, com laser ou cirurgia. Se não tratar precocemente, há chances de levar à cegueira.

Olho saltado (exoftalmia e proptose):

há alguns motivos que podem fazer com que o olho se projete para fora. Entre eles estão doenças da tireóide e tumores. Se notar qualquer assimetria no tamanho e distância dos olhos, procure um médico. O tratamento consiste em solucionar os problemas que causaram os olhos saltados. Em alguns casos, há a necessidade de cirurgia para corrigir também as suas posições.

Olho seco:

pode estar associado a ametropias ou ao olho saltado, por exemplo, e consiste no ressecamento dos olhos, levando à vermelhidão e irritação crônica. O tratamento é baseado, geralmente, no uso de lubrificantes oculares. Se não seguir as recomendações médicas, a pessoa pode desenvolver conjuntivite (inflamação na conjuntiva) e ceratite (inflamação da córnea).

Informações parciais. Confira o texto na íntegra, acessando o site: http://saude.terra.com.br/


Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 2.287 outros seguidores

Calendário

outubro 2017
S T Q Q S S D
« set    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivos

Estatísticas do Blog

  • 822,277 hits

Top 5


%d blogueiros gostam disto: