Posts Tagged 'moderação'

Páscoa sem culpa: por que o chocolate faz bem à saúde

Apesar de ser calórico e conter gordura e açúcar, os vilões de qualquer dieta, o que faz do chocolate uma ameaça à saúde não é o doce em si, mas a sua ingestão em excesso. Por isso, mesmo durante a Páscoa é preciso maneirar para aproveitar os vários efeitos benéficos do alimento. Em quantidades pequenas, ele não faz mal, não engorda e, melhor ainda, pode até ser bom à saúde. A confirmação disso está nos resultados de muitas pesquisas científicas que concluíram que o chocolate, especialmente o amargo, pode evitar doenças cardíacas, beneficiar a cognição e até ajudar a emagrecer.

Ovo-de-Páscoa

Os grandes responsáveis por fazer com que o chocolate seja saudável são os flavonoides, compostos com propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias encontrados no cacau. Por esse motivo, quanto mais amargo é o chocolate – ou quanto maior for o teor de cacau dele – melhor para a saúde. “Os antioxidantes protegem as células dos radicais livres produzidos em excesso. Essa proteção reduz o risco de problemas cardiovasculares e desacelera o envelhecimento”, afirma Celso Cukier, nutrólogo do Hospital Albert Einstein. “Nenhum estudo mostrou efeitos benéficos à saúde com o consumo de chocolate branco, apenas com os tipos mais amargos.”

Segundo o médico, consumir 13 gramas de chocolate amargo por dia – mais ou menos dois quadradinhos de uma barra de chocolate – já é suficiente para obter os benefícios antioxidantes dos flavonoides. “Comer muito menos do que isso não adianta, mas é preciso tomar cuidado com o excesso para não engordar, uma vez que, em média, o chocolate possui seis calorias por grama”, afirma. “A dica é comer chocolate com moderação e, em momentos como a Páscoa, se divertir e consumir um pouco mais, mas não tornar o exagero parte da sua rotina.”

Motivos pelos quais você deve comer chocolate (com moderação)

Protege o coração

Entre as pesquisas que apontam para efeitos positivos do consumo do chocolate, as mais numerosas são, de longe, aquelas que associam o alimento a benefícios ao coração. Segundo um estudo publicado no ano passado no British Medical Journal (BMJ), por exemplo, é possível diminuir o risco de eventos cardiovasculares comendo chocolate amargo (com pelo menos 60% de cacau) todos os dias. Outro trabalho, feito na Universidade de Cambridge e divulgado em 2011, mediu o quão benéfico o chocolate pode ser ao coração: segundo o estudo, o consumo sem excessos do alimento diminui em 37% o risco de doenças cardíacas e em 29% as chances de acidente vascular cerebral (AVC).

Parte da redução das chances de doenças cardíacas proporcionada pelo chocolate pode ser explicada pelo fato de ele, antes disso, evitar o surgimento de fatores de risco ao coração, como hipertensão ou colesterol alto. De acordo com pesquisa australiana publicada em 2010 no periódico BMC Medicine, por exemplo, o chocolate amargo ajuda a diminuir a pressão arterial de pessoas que sofrem de hipertensão.

 

Ajuda a emagrecer

Em 2012, um estudo feito por pesquisadores da Universidade da Califórnia em San Diego, nos Estados Unidos, quebrou o mito de que chocolate engorda e ainda concluiu, surpreendentemente, que o alimento pode, na verdade, ajudar uma pessoa a emagrecer. Isso porque, das 1.000 pessoas que participaram da pesquisa, aquelas que comiam chocolate com maior frequência, embora consumissem mais calorias em um dia, foram as que apresentaram, em média, um índice de massa corporal (IMC) menor. Essa relação aconteceu principalmente quando o indivíduo consumia chocolate amargo. Segundo os autores do estudo, pode ser que as calorias no chocolate sejam ‘neutras’ — ou seja, que pequenas quantidades do alimento beneficiem o metabolismo, reduzam o acúmulo de gordura no corpo e, assim, compensem as calorias consumidas. Além disso, os pesquisadores acreditam que as propriedades antioxidantes do chocolate estejam por trás dos efeitos positivos demonstrados pelo trabalho.

Informações parciais. Confira o texto na íntegra, acessando o site: http://veja.abril.com.br/

Visite nosso site: http://www.vivamelhoronline.com.br

 

CARNAVAL com ALEGRIA e MODERACAO

Campanha-CARNAVAL-2013

Saúde faz alerta para homens caírem na Folia com Segurança, sem abusar do álcool

De acordo com a última pesquisa Vigitel – Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico – do Ministério da Saúde, 26% dos homens brasileiros fazem uso abusivo de bebidas alcoólicas  Por isso, o Governo Federal faz um alerta para aqueles que vão aproveitar os dias de folia.

modere_alcool

Para evitar acidentes de trânsito ou brigas fatais, por exemplo, o coordenador da Saúde do Homem do Ministério da Saúde, Eduardo Chakora, pede para que o público masculino aproveite o feriado com moderação. “Beba moderadamente. Se for dirigir não beba, se beber não dirija. Vá pela carona solidária, pegue transporte coletivo e aproveite tudo, mas aproveite tudo com consciência, saiba o que está fazendo. Um dos maiores prazeres da vida é você poder fazer as coisas de forma lúcida e podendo aproveitar o prazer mesmo de cada situação.”

Eduardo Chakora lembra que tradicionalmente são os homens que mais se envolvem em acidentes fatais ou em casos de violência, especialmente em períodos de festas, quando aumentam a ingestão de bebidas alcoólicas. “Ele geralmente corre risco desnecessários porque ele pode não morrer, mas ele pode ficar tetraplégico, paraplégico, ou pode ficar com alguma sequela, em função de uma bala tomada de uma arma de fogo, ou muitas vezes leva a óbito mesmo. São vidas que teriam um longo caminho à frente, um belo percurso, que simplesmente são perdidas. É uma festa, uma festa coletiva maravilhosa e de celebração. Então celebrar com consciência e não celebrar com acidentes. Essa é a mensagem que fica para os jovens brasileiros.”

Política de Atenção Integral à Saúde do Homem do Ministério da Saúde desenvolve ações de prevenção aos acidentes ao longo de todo o ano. Para saber mais acesse a área de Saúde do Homem no Portal da Saúde.

Informações parciais. Confira o texto na íntegra, acessando o site: http://www.blog.saude.gov.br

Exercício Físico antes do Carnaval garante mais ânimo, mas é importante não exagerar

O verão é o período mais movimentado nas academias. E depois das festividades de virada de ano e das férias, a preocupação é passar o carnaval com o corpo em forma e ter energia para aguentar a folia. Com o tempo curto, os exercícios que trazem benefício para nossa saúde podem se tornar perigosos pelo exagero e os excessos na pressa de conseguir bons resultados. Com moderação, disciplina e acompanhamento profissional, ainda dá tempo de garantir um fôlego extra para as festas sem arriscar a saúde.

Carnaval_Olinda2

Segundo os professores do Programa de Melhoria da Qualidade de Vida, o Geração Saúde (CGESP/SAA/SE/MS), em poucas semanas já não dá mais tempo de eliminar aquela gordurinha extra, mas começar um exercício agora ajuda a aguentar na maratona carnavalesca. “Para ganhar um condicionamento físico e ter fôlego ao acompanhar festas e trios elétricos, já se consegue bons resultados. Mas em termos de estética, não vai ter muita diferença”, explica o coordenador Rodrigo Rocha.

Isso porque nosso corpo passa por um processo de adaptação ao se iniciar uma atividade física, variável para cada pessoa, e a visibilidade dessas mudanças no corpo levam tempo. Respeitar a individualidade e o aumento gradual dos exercícios fazem parte desse período e é importante para evitar lesões. “Se uma pessoa sair do ócio agora, no carnaval estará na metade do período de adaptação. O bom é que com a preocupação do carnaval, ela nota que precisa sair do sedentarismo. Então mesmo que não haja mudanças estéticas, para a saúde já começam a surgir melhorias”, garante a professora Lucinéa Fernandes.

E não adiantar exagerar nos treinos na tentativa de apressar os resultados. Além de arriscado, pegar pesado logo de início pode desestimular a prática dos exercícios. “Nós temos que ter por objetivo a saúde e não só a parte estética. O professor não pode passar um treino para o aluno hoje e no dia seguinte ele não conseguir voltar. Através do planejamento, o condicionamento físico se vai lapidando para que haja um aumento gradativo no treinamento e melhores resultados”, afirma o professor Josimar Barbosa.

Malhar sem se matar – Segundo Rodrigo, para garantir um bom condicionamento físico de forma saudável e com qualidade de vida, não se deve ir à academia com o objetivo de malhar até a completa exaustão. “A pessoa pode alcançar seu objetivo malhando três ou quatro vezes por semana ou meia hora todos os dias, por exemplo. Isso vai depender muito do planejamento e da orientação profissional. Quando alguém vai para a academia com o pensamento que precisa se esforçar ao máximo vai colocar a própria saúde em risco.”

Fonte: Fabiana Conte/ Comunicação Interna do Ministério da Saúde

Informações parciais. Confira o texto na íntegra, acessando o site: http://www.blog.saude.gov.br/

Repelentes: Uso responsável

                   Os cuidados com medicamentos e preventivos são essenciais na vida de toda pessoa, mas é necessário lembrar que até as prevenções devem ser moderadas. No Brasil em época de inverno, é comum a programação de viagens para locais onde se tem mais campo durante as férias ou finais de semana. E é durante o inverno que os insetos aparecem com mais freqüência e a melhor maneira de cuidar disso é fazendo uso do repelente.

                Sabe-se que os efeitos do repelente duram apenas duas horas e muitas pessoas preferem ficar repondo ao término destes períodos de tempo. Especialistas dizem que esta atitude é prejudicial aos olhos e a pele, sobretudo nas crianças. É preciso saber a concentração de substâncias usadas na composição do repelente e com estas informações administrar as horas em que o produto pode ser passado.

                A Ana Mósca, presidente do Comitê de Dermatologia da Sociedade de Pediatria do Estado do RJ deu umas dicas sobre como usar repelente adequadamente nas crianças.

• De 0 a 6 meses
Não deve ser usado repelente. Isole a pele com óleo infantil, que ajuda a evitar que o mosquito identifique o cheiro do suor do bebê. O ideal é deixar a pele oleosa. Use telas de proteção na janela e mantenha ambientes fechados.

• 6 meses a 2 anos
O ideal é continuar evitando o repelente. Se houver necessidade, prefira usar o produto na roupa da criança antes de vestí-la. Nesse caso, opte por repelentes à base de termetrina, menos tóxico do que o D.E.E.T.

• 2 a 7 anos
Use repelentes com moderação. A concentração deve ser menor do que 10% e o produto só deve ser utilizado em áreas expostas do corpo. O ideal é usar ao entardecer, quando há maior circulação de mosquitos. Aconselha-se no máximo duas vezes por dia.

• 7 a 12 anos
Ainda deve ser usado o tipo infantil, mas o uso já é mais liberado. Use até três vezes por dia somente nas áreas expostas do corpo.

• A partir dos 12 anos
Pode ser usado o repelente comum, para adultos. O uso também deve ser de três vezes ao dia no máximo.

• Outras dicas
Não passe repelente na palma da mão da criança, que pode levar o produto à boca. Não use por baixo da roupa. Uso em excesso pode causar alergia, vômito, tontura e dor de cabeça. Concentração de 10%: efeito dura até duas horas; 20%, quatro horas.

(FONTE: Terra)

Texto: Duda

Aproveitando com moderação, o organismo agradece e a estética também

Dia 24 de Abril grande parte dos brasileiros estarão enfrentando maiores filas nos supermercados e estarão ingerindo mais cálcio, proteínas e ferro que o normal. Tudo isso graças à Páscoa que acontece neste último domingo do mês. É a hora de presentear e ser presenteado com o bom e velho chocolate que existe nas mais variadas formas para agradar o gosto de todos.

Entre argumentos de amigos e inimigos do chocolate, já ouvimos falar que o chocolate é o maior causador das acnes, que previne o envelhecimento da pele , é um grande estimulador cerebral e que dá felicidade. No meio de todos esses conhecimentos populares, existe um que se deve ter um pouco mais de atenção, que é o conceito de que “chocolates dietéticos não engordam muito”.

Todos sabem que a quantidade de açúcar em produtos dietéticos é quase insignificante e que isso é de extrema importância para os diabéticos. O que a muitos não conhecem é que o chocolate dietético possui tanta quantidade calorias como um chocolate normal, conforme segue na tabela abaixo, segundo o médico Dr. José Bento de Souza:

Tipo Quantidade Calorias
Ao leite 500g 2.780
Branco 500g 2.800
Amargo 500g 2.630
Dietético 500g 2.700

FONTE: Departamento de nutrição da Clínica Dr. José Bento de Souza, www.drjosebento.com.br
http://www.segs.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=35488:chocolatras-de-plantao-apreciem-com-moderacao&catid=47:cat-saude&Itemid=328

Jogando de lado a idéia que os chocolates dietéticos são adequados para os que querem emagrecer, a grande verdade é que para não engordar, deve ser feita a moderação do uso do chocolate, principalmente neste final de semana em que ele é o tema. Se ingerido com controle, ele irá trazer todos os benefícios que realmente oferece e não comprometerá aqueles que tanto gostam de desgustá-lo.

O ideal a ser consumido é um quadrado de barra de chocolate, ou um bombom de chocolate por dia, para que não possibilite o exagero, seja ele de ausência ou abundância do chocolate. Aproveitando com moderação, o organismo agradece e a estética também.

Texto de Duda

CARNAVAL 2011


Twitter @vivamelhor

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 2.198 outros seguidores

Calendário

novembro 2019
S T Q Q S S D
« out    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Arquivos

Estatísticas do Blog

  • 977.417 hits

%d blogueiros gostam disto: