Posts Tagged 'rouquidão'

Dia Mundial da Alergia: mais segurança nos rótulos dos alimentos

Hoje, quarta-feira (08) é comemorado o Dia Mundial da Alergia. A data, definida pela Organização Mundial da Saúde (OMS), foi criada com o intuito de alertar as pessoas sobre a importância do assunto, já que em alguns casos a alergia pode causar a morte.

alergias
O mecanismo que dispara a alergia é o mesmo que o sistema imunológico usa para defender o corpo de substâncias possivelmente nocivas, como as bactérias, por exemplo. Porém, em algumas pessoas, o organismo apresenta uma sensibilidade anormal desencadeada por alguma substância que costuma ser inofensiva, como um alimento ou mesmo a poeira da casa.

Os principais tipos de alergia são as alimentares, que geralmente se manifestam com inchaço ou coceira nos lábios, diarreia, vômitos, rouquidão e na pele, que tende a ficar mais sensível, áspera e irritadiça. As respiratórias causam espirros, coriza, coceira nos olhos, falta de ar, tosse e dores de cabeça. As alergias medicamentosas variam de efeitos mais moderados, como náusea e vômitos, à anafilaxia (dificuldades respiratórias). Além disso, também existem alergias causadas por insetos ou pelos de animais.
Para ajudar os alérgicos, principalmente quem tem problemas com alimentos específicos, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou uma resolução que trata da rotulagem obrigatória dos principais alimentos que causam alergias. Os rótulos, a partir de agora, devem informar a existência de 17 alimentos considerados alergênicos: trigo (centeio, cevada, aveia e suas estirpes hibridizadas); crustáceos; ovos; peixes; amendoim; soja; leite de todos os mamíferos; amêndoa; avelã; castanha de caju; castanha do Pará; macadâmia; nozes; pecã; pistaches; pinoli; castanhas; e látex natural.

A servidora pública Lorena Ripoll enfrenta dificuldades diárias por causa das alergias alimentares de sua filha Valentina, de 1 anos e 7 meses. “Valentina tem alergias múltiplas. Por isso restringimos leite, derivados, traços de leite, soja, glúten, oleaginosas, banana, abacate e berinjela da alimentação dela. Hoje não consumimos industrializados brasileiros porque não podemos confiar nas embalagens. E mesmo ao ligar pro SAC os atendentes não sabem distinguir lactose de proteína do leite, por exemplo”, relata.

A nova regra prevê que as informações nos rótulos contenham em suas embalagens alertas de composição e derivados. Segundo a Anvisa, nos casos em que não for possível garantir a ausência de contaminação cruzada de alimentos (presença de qualquer alérgeno alimentar não adicionado intencionalmente), o rótulo também deverá apresentar alertas.

Segundo Lorena, a proposta da Anvisa vai ajudar bastante na alimentação diária da pequena Valentina. “A rotulagem correta de alimentos muda a vida de qualquer alérgico. Principalmente na questão dos traços, que é muito delicada, porque não importa se o produto não possui leite em sua composição. Se ele passa por maquinário que produz ou embala outros que possuem traços do alimento, já contamina o produto e muitas crianças são sensíveis a essas pequenas quantidades”.

As advertências estarão junto com a lista de ingredientes e deverão aparecer com caracteres legíveis, em caixa alta, negrito e cor contrastante com o fundo do rótulo. Os fabricantes terão 12 meses para adequar as embalagens. Os produtos fabricados até o final do prazo de adequação poderão ser comercializados até o fim de seu prazo de validade.

Informações parciais. Confira o texto na íntegra, acessando o site: http://www.blog.saude.gov.br/

Visite nosso site: http://www.vivamelhoronline.com.br

Água, maçã, mel, bebidas quentes, limão, gargarejo e soro ajudam a voz

Além de ser um canal para a fala, a voz revela nossas emoções e sentimentos. Quando ficamos nervosos, por exemplo, ela costuma ficar mais aguda. Por isso, é importante cuidar bem da garganta e do nariz, para evitar rouquidão e afonias.

É importante fazer aquecimento vocal antes de um uso intenso e contínuo – como é o caso de cantores, atores, locutores e professores –, segundo a fonoaudióloga Leny Kyrillos e a otorrinolaringologista Adriana Hachiya.

Não comer chocolate duas horas antes de uma palestra ou um discurso, por exemplo, pode ajudar. Também se devem evitar choques térmicos ou ficar “coçando” a garganta com pigarros. Na contramão, soro fisiológico e inalação são ótimos para a voz.

Se a sua rouquidão permanecer por mais de 15 dias, procure um médico. Qualquer disfonia além desse prazo não é normal.

info-voz

Um exame disponível no Sistema Único de Saúde (SUS) mostra o funcionamento das cordas vocais. São imagens incríveis que revelam com detalhes como produzimos os sons.

Calo ou nódulo na garganta são lesões benignas provocadas pelo uso intenso da voz, mais comuns em pessoas que falam muito, especialmente em mulheres, por terem uma laringe mais arredondada e curta que a masculina.

Normalmente, esses calos são cuidados com exercícios e mudança de comportamento vocal. Quando o problema não responde ao tratamento, é preciso fazer uma microcirurgia da laringe.

Vibração das cordas vocais
– As de um homem vibram de 80 a 150 vezes por segundo
– Na mulher, são de 150 a 250 vezes
– Em uma criança, as cordas batem entre 250 e 300 vezes

Causas da rouquidão
– Gripe
– Uso excessivo ou inadequado da voz
– Fatores emocionais
– Lesão ou calo nas cordas vocais
– Cigarro e álcool

Aquecimento
– Movimente a boca, como se estivesse mastigando, com e sem som, de boca aberta e fechada
– Vibre a língua e os lábios
– Emita consoantes sonoras prolongadas, como “v”, “z” e “g”, no mesmo tom e depois com modulações
– Comece o exercício com intensidade fraca e vá aumentando gradativamente
– Ao fim da atividade, diminua a intensidade

Informações parciais. Confira o texto na íntegra, acessando o site: http://g1.globo.com/

Visite nosso site: http://www.vivamelhoronline.com.br

Cuidados para manter a saúde da voz

A voz é um instrumento essencial para a comunicação. Somos identificados e podemos expressar sentimentos e desejos por meio dela. Mas, no dia a dia, muitos se esquecem de tomar os devidos cuidados para manter uma boa saúde vocal. Com o objetivo de alertar a população sobre sua importância, no dia 16 de abril, é celebrado o Dia Mundial da Voz.

comermaca-cot-2014

De acordo com a fonoaudióloga do Serviço de Fonoaudiologia do A.C.Camargo Irene de Pedro Netto, primeiramente é interessante esclarecer a diferença entre voz e fala. “A vibração das cordas vocais geram a voz e a fala é a articulação das palavras. Pessoas que têm uma difícil articulação podem tencionar mais a laringe onde estão localizadas as cordas vocais”, esclarece.

Para manter a saúde da voz, deve-se ingerir água em temperatura ambiente, evitar falar em ambientes ruidosos, evitar alimentos condimentados, lactose, chocolate e café, principalmente em dias em que ela será muito utilizada.

Estes alimentos condimentados podem causar o refluxo, um fator irritativo para a laringe, podendo gerar uma alteração vocal. Já a quantidade excessiva de chocolates, achocolatados e leite deixam a saliva da boca mais grossa, dificultando a fonoarticulação. Para deixar a saliva mais fluida e a fala mais clara, explica a fonoaudióloga, recomenda-se comer maçã, pois a fruta tem adstringentes que favorecem uma voz mais saudável.

Existem, alguns exercícios benéficos para mantê-la saudável, mas Irene salienta a importância de realizá-los sempre após recomendação fonoaudiológica, pois o tipo, a quantidade, e intensidade desses exercícios são determinados dependendo de cada caso. “Em geral, são exercícios de vibração da mucosa que envolve as cordas vocais e relaxamento da musculatura laríngea, para deixar a vibração das pregas vocais harmoniosas e dar resistência muscular a fim de proporcionar a cada pessoa uma boa demanda de fala, sem apresentar alteração”, afirma.

Atividades de aquecimento e desaquecimento também são importantes para pessoas que utilizam muito a voz, como palestrantes. “Antes de dar uma palestra, deve-se aquecer a voz e, após terminar, desaquecê-la para relaxar. Quando uma pessoa fala durante bastante tempo, a tendência é alterar o tom e a altura da voz, mantendo essa alteração ao longo dia, exigindo da musculatura da laringe a mesma força. Por esse motivo é importante o desaquecimento da voz”, complementa a fonoaudióloga. Para pessoas que usam a voz normalmente durante o dia e não se queixam de fadiga e cansaço ao falar, os exercícios podem ser preventivos.

A água deve ser uma aliada. Os dois litros que se deve ingerir por dia, distribuídos em pequenos goles, ajudam a manter todo o corpo hidratado. “A água tem que estar em temperatura ambiente, pois o líquido muito gelado pode agredir a mucosa da faringe e da laringe”, alerta.

Algumas pessoas acreditam que mel e própolis, gargarejos com vinagre, gengibre ou pastilhas melhoram esses sinais. “Isso é um mito. Na realidade, essas atitudes mascaram as sensações negativas, como se anestesiassem o local, dando apenas uma sensação de conforto e não tratando o problema”, explica. Uma faringite mal cuidada e que causa dor durante a deglutição pode alterar, consequentemente, a voz. Portanto, evite falar nestas situações e sempre procure um especialista em casos de sintomas constantes.

Outros cuidados diários envolvem: não gritar de forma frequente e evitar falar alto ou pigarrear demais; falar baixo (cochichar) também deve ser evitado, pois pode gerar uma lesão laríngea, que é tão maléfica quanto a provocada pelo ato de falar alto; falar menos quando se está resfriado, pois o esforço na laringe é maior; e dormir bem é fundamental, pois a voz descansa durante o sono.

Não existem exercícios de voz que previnam o câncer. O trabalho da fonoaudiologia no Hospital A.C.Camargo começa após a resseção do tumor, aplicando a terapia adequada em cada caso. Portanto, é importante evitar os fatores de risco para os tumores de cabeça e pescoço, como tabaco, bebidas alcoólicas, poluição do ar, infecção por HPV, refluxo gastresofágico e inalação frequente de produtos químicos, que podem afetar a qualidade da sua voz.

Informações parciais. Confira o texto na íntegra, acessando o site: http://www.accamargo.org.br/

Visite nosso site: http://www.vivamelhoronline.com.br

Dia Mundial da Voz

Anualmente, em 16 de abril, comemoramos o “Dia Mundial da Voz”. Celebração que temos o orgulho de ter sido iniciada no Brasil, em 1999, e que a partir de 2003 passou a ter expressão internacional, com diversos eventos organizados também nos Estados Unidos, Europa e Ásia.

VOZES

O objetivo da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia neste dia e na semana que o circunda é promover a conscientização da população sobre a importância da voz humana para a promoção da saúde, bem como realizar conscientização de sinais e sintomas que favoreçam o diagnóstico precoce de doenças, como o câncer de laringe, que podem comprometer a qualidade de vida e a própria sobrevida dos indivíduos.

A celebração do “Dia Mundial da Voz” é de extrema importância e representa uma oportunidade única de disseminar conhecimento, orientar a população, promover ações de saúde e auxiliar no encaminhamento adequado de problemas potenciais ou reais.

Nosso slogan: Seja Amigo da sua Voz!”.

HISTÓRICO DA CAMPANHA 

Unam-se para fortalecer a corrente em favor de vozes saudáveis!A primeira grande Campanha da Voz no Brasil se deu em virtude das comemorações da Semana Nacional da Voz, comemorada entre 12 e 16 de Abril de 1999. O evento foi resultado de uma parceria entre a Sociedade Brasileira de Laringologia e Voz e a Sociedade Brasileira de Otorrinolaringologia, além do apoio institucional de diversas sociedades, associações, conselhos e entidades como, Sociedade Brasileira de Endoscopia, Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço, Associação Brasileira de Canto e o Conselho Regional de Fonoaudiologia – 4ª região. Nos anos subsequentes comemorou-se em um ano a Semana da Voz e no seguinte o Dia da Voz, sendo que a cada ano as comemorações giraram em torno de um tema central.

O tema da Campanha da Voz de 1999, “Não arrisque sua voz – cuide da sua saúde”, centrou-se na prevenção de doenças relacionadas à voz, principalmente o câncer de laringe. Em 2000 o tema “Afine a sua saúde – cuide da sua voz” abordou a voz numa perspectiva voltada à saúde. “Voz é vida, cuide da sua voz” foi o tema de 2001 e indicava uma perspectiva mais ampla que relaciona voz à vida como um todo.

Em 2002, 2003 e 2004 foi a vez do enfoque nos profissionais da voz, com os temas “A voz como instrumento de trabalho” e “Voz educada, saúde cuidada”.

No ano de 2005 foi criado o slogan “SEJA AMIGO DA SUA VOZ!” e a partir de então o objetivo da campanha é conclamar a população, profissionais da voz ou não, para ações que visem à conscientização da sociedade quanto à importância da saúde da voz em suas várias dimensões.

Fale sem esforço e articule bem as palavras

DICAS PARA VOCÊ SER AMIGO DA SUA VOZ! 

Mantenha uma boa postura corporal ao falar ou cantar
  • Beba 2 litros de água diariamente
  • Durma bem
  • Tenha uma alimentação saudável rica em frutas e proteínas
  • Use vestuário confortável
  • Procure reduzir a quantidade de fala durante quadros gripais, crises alérgicas e período pré-menstrual
  • Evite falar por longos períodos, principalmente em ambientes ruidosos
  • Evite pigarrear, gritar e dar gargalhadas exageradas
  • Evite ingerir leite e derivados, bebidas gasosas, chocolate antes de utilizar a voz continuamente
  • Evite ingerir álcool em excesso, bem como outras drogas
  • Cuidado ao cantar inadequadamente ou abusivamente
  • Esteja atento aos primeiros sintomas de alteração vocal como cansaço, ardor ou dor ao falar, falhas na voz, mudança de tom, pigarro e rouquidão
  • No caso de problemas vocais, procure um fonoaudiólogo e um médico otorrinolaringologista

Informações parciais. Confira o texto na íntegra, acessando o site:  http://www.sbfa.org.br/

Visite nosso site: http://www.vivamelhoronline.com.br

Fonoaudióloga ressalta importância e os cuidados a serem tomados

Passar um dia rouco já é suficiente para perceber a importância da voz para o ser humano. Não precisa ser professor, cantor, locutor, jornalista ou outro profissional que utiliza a voz como ferramenta de trabalho para estar consciente sobre os cuidados com as cordas vocais. Na terça-feira (16/4) foi celebrado o Dia Nacional da Voz.

???????????

A precaução com a voz é uma necessidade e algumas atitudes permitem mantê-la mais saudável da infância até a vida adulta. “Cuidar da voz é uma questão de condicionamento físico. Ela precisa estar forte para aguentar as variações do dia a dia. Falar sem esforço, articular bem as palavras, beber bastante água, fazer repouso vocal, evitar pigarrear, sussurrar ou gritar, manter boa postura corporal ao falar são algumas das principais recomendações”, orienta a fonoaudióloga do Hospital Conceição, vinculado ao Ministério da Saúde, Gigiane Gimbre.

Determinados alimentos exercem influência direta ou indireta sobre a produção da voz e da fala. A especialista cita como exemplos água, maçã, mel, bebidas quentes, limão e soro. “Dê preferência a alimentos como a maçã, por dois motivos: sua consistência mais dura exige mais da mastigação, massageando assim os articuladores; além de possuir propriedade adstringente, o que ajuda a reduzir saliva espessa da boca e faringe. As frutas cítricas como o abacaxi, limão e laranja aumentam a salivação e com isso um maior número de deglutições, que acarretam um relaxamento na musculatura da garganta. Já os chás de frutas e as bebidas isotônicas também podem ser considerados preferenciais, pois ajudam na reposição de perdas minerais”, explica.

A fonoaudióloga alerta sobre os principais vilões da saúde vocal. “O cigarro é altamente nocivo. Quando a fumaça é tragada, por conta do calor, agride todo sistema respiratório, principalmente as pregas vocais. O excesso de bebida alcoólica também é prejudicial, porque diminui a sensibilidade. Como não conseguimos controlar o esforço que utilizamos ao falar, podemos exagerar, causando um grande desgaste nas cordas vocais”, acrescenta. “Podendo causar irritação, edema, tosse, pigarro, aumento de secreções e infecções”, diz.

Além disso, a fonoaudióloga recomenda exercícios de aquecimento e desaquecimento vocal orientado para ter uma voz mais saudável e evitar problemas futuros.

Curiosidades sobre a saúde da voz – O grito prejudica a saúde vocal? “Sim. Não grite, não sussurre, não fale em excesso. Usar a voz em tom mais alto ou mais baixo que o habitual necessita um esforço maior, que pode provocar a formação de nódulos. Por isso, fale normalmente”, alerta Gigiane Gimbre .

Café em excesso diminui a hidratação das pregas vocais? “Sim. O café faz com que a pessoa produza maior secreção no cordão vocal e comece a pigarrar. Normalmente está associado ao consumo de cigarro”.

O bocejo ajuda no relaxamento das pregas vocais? “Sim. Esse relaxamento facilita a voz e ajuda a diminuir as tensões. Existe uma série de exercícios para relaxamento. Procure sempre um profissional”.

O ato de pigarrear gera um alto impacto das pregas vocais? “Sim. O pigarrar pode ocasionar futuras lesões. É importante saber a causa deste pigarro. O excesso de muco na laringe pode ser decorrente do fumo, alergias respiratórias e desidratação. A produção demasiada desse muco é a defesa do organismo diante desses quadros irritativos. Não pigarre e beba bastante água”, finaliza.

Nos quadros mais agudos, consulte um especialista.

Informações parciais. Confira o texto na íntegra, acessando o site: http://www.blog.saude.gov.br


Twitter @vivamelhor

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 2.199 outros seguidores

Calendário

janeiro 2020
S T Q Q S S D
« out    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Arquivos

Estatísticas do Blog

  • 980.104 hits

%d blogueiros gostam disto: